21 de maio de 2008

Liliana Bizineche revive Edith Piaf




Ontem à noite, a minha amiga Lili desviou-me para assistir ao seu espectáculo no Instituto Franco Português.
Cantou Edith Piaff e Maria Tanase, durante noventa minutos.
Foi lindo reviver essas maravilhosas cantoras, ambas amantes da desgraça e desamores.
Maria Tanase, cantora romena falecida na mesma altura de Edith, está para os romenos como Amália Rodrigues está para nós.
No dia do meu aniversário, desde há cinquenta e sete anos, não tinha acontecido nunca - chover e eu não jantar.
Para recordar!
Malgré tout - je ne regrette rien!

4 comentários:

Rosi Gouvea disse...

Agora estou aqui a magicar... Para onde vão as bolas de sabão? Sobem, sobem e desfazem-se em sorrisos?

Aprecio demais suas visitas...

Beijos doces

carla mar disse...

Gosto de chuva ;)
Para o ano há mais.
beijinho.




... o mar está sereno por te saber a cor.
também gosto. muito.
;)*

Anónimo disse...

Há sempre uma primeira vez, e quando isso nos faz feliz, melhor,
foi o caso...alimento para a alma, não para o corpo.
bjinhos
bela

Parisiense disse...

Se tu ne regrette rien, c'est parce que la nuit a étè un peu de "la Vie en Rose", non?
Piaf e Brel são dois dos meus cantores em lingua francesa quie não canso de ouvir sobretudo pela maneira como se expressam a cantar, lindos poemas e sentidos.
Espero que a noite tenha sido boa e o aniversario tambem.

Beijokitas e bom feriado.