29 de maio de 2008

Desabafos dum cota




Não sou masoquista nem quero impor as minhas ideias àqueles que aqui ontem comentaram o lado positivo desta miudagem, apesar de tudo rebelde.
Respeito estas loucuras. De certa forma, todos tivemos algumas na juventude.
Há rituais que aceito, vistos por outro prisma, já que se relacionam com hábitos ancestrais e tribais, muito virados para a espiritualidade e crenças pagãs e também para afastar maus espíritos ou polonizar as fêmeas.
Tal não acontece com esta malta, que arranca e mutila parcelas do corpo e altera fisionomicamente a fachada com que vieram ao mundo.
É evidente que não é menos inteligente ou sábio, aquele que pela sua forma de estar na sociedade colide com os parâmetros definidos pela sociedade, mas isto é raiar a loucura.
Aqui só para nós – não é louco este primeiro jovem que através de engenharia estética engendra uma forma de ficar com “cornos” na cabeça?
E o burro sou eu? (onde é que já ouvi isto?)

16 comentários:

O desafio à ciência II disse...

Se estivermos atentos,estará aqui presnte a verdadeira construção do homem moderno «The strongest man in the world» «the iron man».
Para a ciência que avança nas células estaminais, será um começar de novo.
Só nos resta ser tolerantes

carla mar disse...

As células estaminais ou céluas mãe, são células que possuem a melhor capacidade de se dividir dando origem a células semelhantes às progenitoras.

As células estaminais dos embriões têm ainda a capacidade de se transformar, num processo também conhecido por diferenciação celular, em outros tecidos do corpo, como ossos, nervos, músculos e sangue. Devido a essa característica, as células estaminais são importantes, PRINCIPALMENTE, na aplicação terapêutica, sendo potencialmente úteis em terapias de combate a doenças cardiovasculares, neurodegenerativas, diabetes tipo-1, acidentes vasculares cerebrais, doenças hematológicas, traumas na medula espinhal e nefropatias.

O principal objetivo das pesquisas com células estaminais é usá-las para RECUPERAR TECIDOS DANIFICADOS por essas doenças e traumas. Estas células, são encontradas em células embrionárias e em vários locais do corpo, como no cordão umbilical, na medula óssea, no sangue, no fígado, na placenta e no líquido amniótico.

É inconcebivel, pensar, que o homem moderno passa por uma tatuagem ou por um piercing!
Modismo, ou não, os homens\mulheres que os usam, estão expostos a contaminações por bactérias e virús... responsáveis pelo desenvolvimento de doenças como:
- SIDA
- HEPATITE B
- HEPATITE C
- SÍFILIS

... desabafo, de uma mãe, que não é cota... mas que gosta de antiguidades :)

BEIJOKINHA, para ti :)

Em nome da Ciência disse...

Em nome da Ciência disse...
ontem ouvi um program de rádio e estou cheio de esperança.
Falava-se de células e o seu avanço para a cura de muitas doenças e prevenção destas,embora exista o perigo de um dia se poder construir o ser humano desejável. Assim como metade homem metade animal,o que por si só, já era um grande avanço. Metade mulher e metade vaca já existe.Espero bem que não se esqueçam de dar uns retoques nesta malta.

30/5/08 09:00

Anónimo disse...

Todas estas alterações faz com que sejam felizes,ou não, querem ser diferentes......
As nossas loucuras, que também as tinhamos, não nos trasformavam em seres horriveis como estes são.......
E a vida sexual como é ?
O sexo também sofreu transformações?
Perdeu-se a capacidade de ver o
bonito e o feio, eles pensam que são o máximo....
E que nos resta, compreende-los, não exclui-los.
Espero que a minha neta de 10 anos hoje, não se lembre de fazer nada disto.
bjinhos
bela

carla mar disse...

Caro em nome da ciência:


Com o devido respeito, e com as devidas ressalvas, informo-te que estás baralhado!

A criação de seres em laboratório, tem o nome de clonagem.
Clonar significa produzir uma cópia geneticamente idêntica de um indivíduo.
Os cientistas tiram o ADN de uma célula epidérmica e colocam-no num ovo de uma mulher da qual foi previamente retirado o ADN. Uma faísca de electricidade irá dividir o ovo e após alguns dias teremos um embrião geneticamente igual a si.
Na realidade, a maioria dos cientistas não está interessada em produzir clones humanos. O que os cientistas pretendem é produzir células humanas clonadas que possam ser utilizadas para tratar algumas doenças.

Imagina que tens uma doença que te está a destruir lentamente partes do teu cérebro. Os tratamentos actuais apenas reduzem os sintomas enquanto a doença continua a provocar lesões no cérebro. A clonagem oferece a esperança de uma cura.
Os cientistas iriam produzir um embrião clonado utilizando o ADN das tuas células epidérmicas. Em seguida, iriam retirar células estaminais deste embrião, transformavam-nas em células cerebrais e fariam um transplante para o teu cérebro.

aluno da ciência disse...

Só com uma brincadeira, aprendi o que aqui está explicado ao pormenor.
Ao colocar «em nome da ciência foi uma grande ousadia»,mas valeu a pena pelo enriquecimeno,pela explicação de um assunto tão actual.
Por mim obrigado

carla mar disse...

de nada, em nome da ciência!

um sorriso, para ti :)

O aluno disse...

Adorei fiquei a saber mais e até mais esclarecido sobre a Carla Mar.
Foi um prazer e espero não ter ferido susceptilidades.
Os meus respeitosos cumprimentos.

Parisiense disse...

Assino por baixo de ti Kim...isto não é nada é mesmo loucura e mania de querer ser diferente provocando....só isso.

Na instituição onde trabalho tivemos um rapaz que fazia isso, tinha a cara cheia de percings.....(andava na psicologa)...e o resultado é que ele apenas queria provocar os pais que estavam divorciados.....
O resultado foi que apanhou tantas infecções que ficou com a cara que parecia um bicho, inchada cheia de feridas.....esteve internado num hospital durante mais de 3 meses e isolado para não passar desta para melhor e não passar as infecções a terceiros.
Hoje é alguem que está bem e nunca mais colocou percing nenhum....já lá vão 2 anos.....mas quase foi desta para melhor.
Mas o que me doía era o sofrimento dos pais e amigos....

A loucura dele quase destrui os pais e muitos amigos.

Bisous et bon weeck end.

Parisiense disse...

Ah já agora não penses que es cota por pensar assim......és uma pessoa normal.

Bisous

Anónimo disse...

... o mais chato disto tudo são os cornos. :)
jc/.

jrom disse...

Pois é JC.
Ao menos que se vissem, assim nem é carne nem é peixe

Anónimo disse...

pois não jrom.
é corno! :)
jc

Anónimo disse...

PORRA,TIREI-ME DAQUI.

Anónimo disse...

O.R.

Anónimo disse...

necessario verificar:)