12 de julho de 2009

Templo de Ártemis

Nem sempre rejubilo com uma viagem. No entanto viajar é viver, aprender, descobrir.
Acontece-me frequentemente encher os olhos de história e desta vez a regra voltou a acontecer.
E como em tudo na vida há coisas que nos extasiam e outras que nos decepcionam. Assim foi num dos pontos por onde agora passei. A decepção aconteceu!
Algures na Ásia Menor existiu em tempos uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo – O Templo de Ártemis. Pois bem, sem querer fazer uma resenha de tal Templo, apenas refiro que a decepção foi bem maior que a grandiosidade do monumento. É que dele apenas resta esta coluna abandonada, circundada de ervas daninhas e encimada por um ninho de cegonhas, agora esquecida dos Deuses.
Que nada é eterno já eu sabia, só não contava com uma Maravilha do Mundo ali destronada do epíteto que a tornou famosa.

Com 90 metros de altura - como a estátua da Liberdade, em Nova York - e 45 de largura, o templo era decorado com magníficas obras de arte. Protectora da cidade e deusa dos bosques e animais, Ártemis (Diana, para os romanos) foi esculpida em ébano, ouro, prata e pedra preta. Tinha as pernas e quadris cobertos por uma saia comprida decorada com relevos de animais. Da cintura para cima, três fileiras de seios se sobrepunham. Um ornamento em forma de pilar lhe adornava a cabeça.
Foi construído oitocentos anos de Cristo e a sua construção demorou duzentos anos..
Saqueado, destruído e reconstruído, teve vida efémera este templo, já que no ano 262 D.C. foi totalmente arrasada pelos godos (povo germânico). Restou esta abandonada coluna.

Às vezes – os Deuses não são eternos!

17 comentários:

Kim disse...

Amigos e amigas! Aqui estou de volta com amesma alegria de sempre e contem comigo para entrar no vosso mundo já não muito virtual. Obrigado pela vossa amizade.
Bje abraços

Maria disse...

Amigo Kim:
Tudo tem fim até as maravilhas. Dessa restou uma coluna, doutras nada resta.
E do resto, gostaste? Espero que tenhas muitas coisas para contar.
Benvindo ao nosso convívio.
Beijinhos

Je Vois la Vie en Vert disse...

Bienvenue, cher ami !

É sempre triste ver o passado desaparecer ou desprezado !
Espero que as tuas férias, malgrado esta decepão, decorreram da melhor maneira possivel !

En effet, il y a eu un peu de turbulence et notre amie en a souffert. La seule chose que je pouvais faire, c'était de lui donner un peu d' appui mais on m'a alors pris à partie...
A part une réponse, j'ai fait ce que j'estime le mieux à faire : ignorer et effacer !

On attend tes récits avec impatience !

Bisous

Verdinha

Philippe disse...

Bonne soirée

Teté disse...

Bom, do mal o menos, ao menos serve de "ninho" às cegonhas: "nada se perde, tudo se transforma"!

Bem-vindo de regresso a casa e ao mundo virtual (ou mais ou menos)! E claro que nem tudo deve ter sido essa desilusão com uma das antigas maravilhas do mundo - segundo creio, a única que resta, são as pirâmides do Egipto!

Beijocas!

Laura disse...

Ahhh, tudo muda meu amigo, querias encontrar pelo menos algo que desse com o nome...um Templo, e...só restava a coluna? que decepção, bolas...deves ter dito raios e coriscos, ehhhhhh, mas, é assim, os deuses também caem do poleiro e ficam transformados em pedras...

Claro que mundo virtual é só o de alguns, o nosso é muito terra a terra, e que bom que pude conhecer-te, abraçar-te, amar-te, assim como aos da familia..péra ai não vão meter-te ao romance também aqui com a je...
Beijinhos e ansei que nos possamos encontrar em breve para contares dos lugare spor onde andaste... laura.

Cristina disse...

Bon retour, Kim,et à très bientôt.Bisous.

Parisiense disse...

Com que então o menino andou a passear??????

Ainda bem que foste aliviar o stress e já estou a ver que correu tudo bem.

Este fim parece o de muitos monumentos no nosso país.....quando tal só resta uma pobre parede.

Bisous a tous a la maison.

Osvaldo disse...

Caro amigo Kim;

Para isso existem os arquólogos, para desenterrarem os vestigios que levam a contar a história do que já não existe...

Mas é pena que maravilhas de outrora não passem hoje de meros vestigios.

Espero que as férias tenham sido óptimas e que o regresso tenha acontecido com as baterias recarregadas...

Um abraço,
Osvaldo

Paula Raposo disse...

Uma das coisas que não entendo é a não preservação do património! Beijos.

Pascoalita disse...

Ora aí está um monumento que decerto nunca me decepcionará eheheheh

xiiiii por enquanto as minhas passeatas são quase todas cá dentro e como tenho medo de alturas, deixo esses voos mais altos para a próxima encarnação ... fico-me por voos mais rasteirinhos eheheh

Bons passeios e boas descobertas

jinho

Je Vois la Vie en Vert disse...

É tão bom ter amigos !

Como deixei expresso no meu blog : claro que a vida continua e continua bela ! Sendo de signo da Balança, tenho as reações próprias do meu signo e também de cada nova experiência aprendo sempre !

Beijinhos

Verdinha

Laura disse...

Bem diz a pascolaita, não se decepcionará já que é uma nina cheia de medo de andar montada no pássaro...e quanto mais baixo, melhor... Mas é belo calcar terras da Moirama, dos Muçulmanos, e ver ouvir a sua história..Beijinhos d laura.a

Laura disse...

Ahh a verdinha é do signo do meu querido maninho o Helder, era balança e eu balançava quando o via a pensar, tentando descortinar nele pensamentos que pudesse sentir, mas, qual quê, dali não sai nada nem manifestava as emoçoes para que não descobrissemos..ah, aprendi a lidar com ele e conhecia-o e dizia para mim; mas que raio de signo que tudo disfarça...Muito inteligente, demais, até, bom para negócios, culto, bem falante, amigo do seu amigo, amigo de ajudar, amava os filhos, a familia,a mim então nems e fala...não havia ninguém melhor neste mundo, ralhava quando me via a prejudicar-me para ajudar outros... enfim...a verdinha faalr no signo, levou-me a estas lembranças..beijinhos a todos, laura.

Anónimo disse...

Em Éfeso existia um dos maiores teatros do mundo, com capacidade para 25 mil espectadores de uma população total estimada em cerca de 400 mil a 500 mil habitantes

Anónimo disse...

Seve disse...

Bem vindo, Kim.

Temos sentido a tua falta (falo no plural, porque sei do que falo).

Um abraço

Laura disse...

Seve, e eu também senti a falta dos ninos habituais...e agora que o nosso rapaz, já cá canta, ora recomecemos o riso constante...
Beijinhos a todos, e Kim, eu sei que tenho muita coisa boa na vida, tanta que nem devo ser mal agradecida, mas...há sempre aquele mas, suspirado baixinho!...Beijinhos. laura.