20 de julho de 2009

Dubrovnik - A Pérola do Adriático

A fortificada cidade
Primeira fonte, estátua no feminino, conhecida em tal pose.

Rua Principal
Parece Alfama
Dubrovnik - a Pérola do Adriático, como Lord Byron a apelidou um dia, é uma lindíssima cidade da Croácia e fica localizada no sul da Dalmácia.
Parece uma cidade de bonecas e as suas estreitas ruelas deixam adivinhar a razão pela qual tantos foram os países invasores.
Fundada quinhentos anos antes de Portugal, a Croácia já esteve sob o domínio do Império Bizantino, da República de Veneza, da Hungria, da França, da Itália, da Alemanha e da Jugoslávia.
Em 1991 foi bombardeada pelo exército jugoslavo e logo reconstruída pela Unesco.
Nem fazia ideia que esta apetecível estância balnear fosse tão desejada e martirizada.
Pelo que representa para a história é considerada património da humanidade, pela Unesco.
Lá voltarei um dia!

17 comentários:

Laura disse...

Credo, nem os deixam em paz, todos os bombardearam, mas, nem pensaram que existem lá pessoas,seres humanos, valha-me, que genocidio no século xx. Olha se vos bombardeavam de novo enquanto la´estavam, xi, que nervoso.
Conheço uma moça Croata, já dos seus 50, o que ela falou dali, horror puro horror, mataram o pai dela e viu matar mais vizinhos, sem mais nem menos, que raio de homens povoam este mundo!... Vive aqui há há muitos naos, e é uma linda mulher...
Que bom visitar tudo isso para ficar a saber a história na realidade.
Um beijinho..laura.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Ó ganda Malandrokim

Também andei por lá - e gostei. Antes da malfadada guerra. As guerras são sempre fdp!

Mas, uma anotaçãozinha:

Eu bem anseio pela tua deslocação à Travessa do meu nome - e tu, nickles batatóides. Assim, não vale.

Anda um cidadão honesto, cumpridor dos seus deveres fiscais, sindicais e outro mais, à espera de... um gajo. Vá lá, de um senhor gajo.

E andou uma Mãe a criar um filho prá desgraça, prá desilusão, pró despautério. Um destes dias ainda me chamam fila. Porra, parece-me ké bicha...

Pronto

Mesmo assim, abs

Laura disse...

Bom diazinho Kim, Não te esqueças que somos Padrinhos, olha a fatiota, para ires junto à nina das resteas, mais elegante a cada dia, tens de ir à bom Vivant, nada de calças de ganga, camisola por fora, ah, um fraque, talvez... Acho que faremos um par e tanto...
Vou para o passeio, Arcos de Valdevez, V n de Cerveira, Caminha, Almoço lá e depois Viana, enfim, há mar e mar, há ir e voltar.
Beijinhos, muitos.laura.

Maria disse...

Kim:
Gostei de ver Dubrovnik, pelos teus olhos. É linda, a cidade. A rua estreitinha parece mesmo Alfama, se Alfama fosse assim limpinha. Eu ainda a conheci limpa e florida, cheirando a cravos, sardinheiras e peixe fresco, com o martelar das chinelas e os pregões das varinas.
Comecei em Dubrovnik, acabei em Alfama. Estás a ver como a minha cabeça viaja?
É a Lua, amigo.
Beijinhos

carla mar disse...

a Lua em Dubrovnik viu uma cidade suspensa no mar :)

(Baía de Lapad = saudades)

poljubac (aprendi quando estava a banhos na costa Dalmaciana...)

Paula Raposo disse...

Obrigada pela partilha, Kim. Nunca estive nessa cidade. Beijinhos.

Zabour disse...

Parece que andamos em sintonia, sabias que vou para a Croácia no dia 16 de Agosto?
Vou fazer o circuito Croácia, Eslovénia e Montenegro...Depois digo-te se gostei mas já me abriste o apetite.

Beijinhos

Zé do Cão disse...

Kim. Estive na Grécia e as suas ilhas, em 1972, depois em 1.987. E Dubrovenik, também nas mesmas datas. Esta, lindíssima, tem a farmacia mais velha do mundo. Tive o gosto de estar lá dentro em 72. Split, também.
Em ambas por cruzeiro a partir de Barcelona. A passagem era, Barcelona, estreito Messina, Veneza, Dubrov, Split, Dardanelos, Korinto, uí que coisa fascinante, Pireu, ilhas, Bosfaro, Istambul, em 72 estavam a fazer uma ponte igual à nossa 25/4, agora têm 2.
Passei de barco (tipo cacilheiro) ao lado asiático. Foram um dos passeios da minha vida. Depois da guerra dos 6 dias foi a Israel.
Em Istambul, adorei o grande bazar. Mas com medo só corri a rua principal.
Um abraço

Parisiense disse...

Cada vez me deixas mais roidinha de inveja.......andaste a fazer o cruzeiro que eu tinha previsto fazer há 2 anos e que por razões que já conheces não fiz......
Mas fico feliz por partilhares aqui esse lindo passeio, essa linda viagem.

Bisous mon ange.

Je Vois la Vie en Vert disse...

Esta pérola ainda não a usei à volta do pescoço !
Graças às tua fotografias, fiquei a saber um pouco mais sobre esta joia !
Obrigada pela partilhá, Kim !

Já percebi que fizeste um cruzeiro e fico à espera do resto do relato da viagem !

beijinhos

Verdinha

Laura disse...

Ai este zezito mai'las memórias e não é que o homi não se esqueceu de nada? Zezito também andei no mercado, e avisaram-nos que guardassemos a carteira e fossemos juntos lá para dentro às compras, e, nada aconteceu, compramos casacos de couro, ainda tenho meu e ainda o uso...mas que ciganos para vender... e eu para comprar, obrigava-os a baixar o preço, a maioria falava Português...trouxe tapetes, um prato pintado, enfim...
Gostei. Beijinhos.

Kim disse...

Laura - A guerra deixa sempre as suas marcas. Em todas elas se cometem atrocidades. Aqui não se fugiu à regra.
Henrique - És um homem pouco atento. Eu sei sempre quem me visita mesmo que não comente.
Maria - A cidadezinha é mesmo bonita e tem a beleza de quase todas as povoações que estão dentro de muralhas.
Carla - A lua em Dubrovnik é uma lua de ti.
Paula - A partilha de todas as experiências faz parte da minha forma de estar.
Xabour - Mais um pouco e ainda nos encontrávamos por lá. Vaiss gostar e vou ficar à espera das crónicas respectivas.
Xé do Cºao - Conheço alguns dos sítios que enumeraste. A ponte de Istambul lá esta, igualzinha à nossa. O Grande Bazar fascinou-me. São cinco mil lojas para encher o olhar e rebentar a carteira. Que grande memória!
Parisiense - Terás outras oportunidades e o Victor dirá Amen.
Verdinha - Foi isso mesmo! Já tinha feito mais cruzeiros sendo que o melhor de todos foi nas Caraíbas a bordo daquele barco muito conhecido que a televisão imortalizou - O Barco do Amor!

Teté disse...

Bom, nem sabia que a cidade tinha sido tão castigada por guerras ao longo dos séculos, se bem que dos conflitos dos anos 90 ainda me lembre bem.

Por acaso nunca tinha visto uma fonte com essa estátua pouco vulgar de se encontrar, no feminino... ;)

Pelo que contas, dá para perceber a primeira fotografia (de uma imagem em cerâmica?), de uma cidade tão fortificada.

Beijocas, Kim!

Osvaldo disse...

Kim;

Continuas o relato da tua viagem e as maravilhas que visitaste.

Dubrovnik, a Mártyr, tem resistido ao longo dos séculos a invasões, destruições, saques e massacres mas reaparece sempre bela das brumas mais pesadas...

São lugares que merecem visitas de reflexão do porquê de certos eventos históricos menos felizes.
Eu tenho a minha explicação, já a comentei uma vez numa reunião de amigos e o farei contigo em breve.

Gostei de te ver na última foto, ires beber(?) água na fonte!...
Não estou enganado, pois não?

Um abraço, Kim,

Osvaldo

BlueShell disse...

É muito bonita...
Triste saber todo o terror que ali aconteceu.
Grata por partilhares connosco.
Bj
BShell

Laura disse...

Pois, Kim, e falando de guerras, como é possivel que nos dias d ehoje ainda haja muita guerra por aí fora, e enquanto os senhores da guerra se juntam em belas viagens e Cimeiras, o Povo vai caindo, o povo vai sofrendo, claro que eles estão guardados e nada lhes acontece, despachem-se lá ó Senhores, saibam que a vida humana não tem preço...Mas, entretanto...tanta crueldade, e ainda nestes dias, neste século...
Beijinhos Kim, gostei d eler o Osvaldo a dizer que em breve falará contigo numa reunião de amigos, ai, o dia a aproximar-se e eu sempre em pugas...Tão bom que vai ser, abraçar a todos, dar o meu amor a todos, ah, calma laura que já lá vem o dia... Beijinhos.

Anónimo disse...

Os meus parabens aos Croatas, ao darem informações aos Turistas tambem em Portugues.. Coisa que a ASAE por cá, nao consegue fazer com certos produtos, como certos Bares no..... Allgarve.. ;)

Pantas