30 de abril de 2009

Da janela do meu quarto

Portas de Benfica

Santa Cruz de Benfica e Monsanto

Bº das Pedralvas - Benfica

Vejo a luz ... das Portas de Benfica, de Santa Cruz de Benfica, de Monsanto e daquele ror de obras que giram à minha volta.
A CRIL está em franco desenvolvimento e a cada dia que passa a obra avança.
Nota-se! Sente-se! Vê-se!
A poeira assentou, o barulho das máquinas acalmou e a zona pedonal desapareceu.
Mais do que o que se possa dizer, as imagens falam por si!
Da janela do meu quarto ... vejo a luz do quarto delas!

14 comentários:

Laura disse...

Olá. Bom dia. Calma aí que nem de binóculos conseguias ver a luz da janela delas...E na verdade, estão a dar cabo de todo o verde que podem, a estragar a bezeza natural dos parques, árvores e a contribuir para menos oxigénio, enfim...Nada os impede de fazer o que querem... É só construir, enquanto há milheres de casas à venda, por aqui fora... Não devia haver uma lei que previsse apenas um x de casas em tais zonas? Braga está cheia de casas para venda...Demasiadas, mas, continuam a fazer enormes prédios...
Que coisa..
Beijinhos e até amanhã em Espinho..laura..

Maria disse...

É o progresso, amigo.
Mas a Laura tem razão. Lá a "LUZ" talvez vejas. "Elas", é que nem as belas nas janelas, nem as bolas, na baliza do adversário.
Beijinho

Anónimo disse...

Maio maduro maio
Letra e música: Zeca Afonso

--------------------------------------------------------------------------------

Maio maduro maio
Maio maduro Maio
Quem te pintou
Quem te quebrou o encanto
Nunca te amou
Raiava o Sol já no Sul
E uma falua vinha
Lá de Istambul
Sempre depois da sesta
Chamando as flores
Era o dia da festa
Maio de amores
Era o dia de cantar
E uma falua andava
Ao longe a varar
Maio com meu amigo
Quem dera já
Sempre depois do trigo
Se cantará
Qu'importa a fúria do mar
Que a voz não te esmoreça
Vamos lutar
Numa rua comprida
El-rei pastor
Vende o soro da vida
Que mata a dor
Venham ver, Maio nasceu
Que a voz não te esmoreça
A turba rompeu

Cristina disse...

Bom fim de semana a janela do teu quarto!
Bisous, kim.

Osvaldo disse...

Caro Kim;

Com tantas janelas que vez da tua, espero que elas não apaguem a luz nem corram a cortina... Seria grande a afronta.

Vê-se que à tua volta é só desenvolvimento e progresso ou antes, isto é o progresso a entrar pela janela.

Só uma pergunta prá minha santa ignorância; Portas de Benfica, é onde os benfiquistas ficam confinados quando as coisas correm menos bem?!... Se é, espero que pelo menos atrás das portas haja janelas... rsrsrs

Um abraço, caro amigo Kim.
Osvaldo

Anónimo disse...

Da janela do meu quarto
António Vilar da Costa / Nóbrega e Sousa
Repertório de Tristão da Silva

Da janela do meu quarto vejo a luz do quarto dela
Quando a lua vem brincar nos telhados da viela

Vejo o sol de madrugada a beijar sete colinas
Quando se espraia no cais para espreitar as varinas

Da janela do meu quarto, vejo o mundo
Tenho um mundo de poesia para ver
Vejo Alfama que albuta com ardor
A sorrir e a cantar
Vejo o Tejo a espreguiçar-se lá no fundo
Vejo a rua onde ela passa a correr
Vejo a sé onde á tarddinha, com fervor
Ela vai sempre rezar

Vejo pares de namorados, almas cheias de ilusões
Toda a magia dum fado e a alegria dos pregões

E á noitinha, quando as sombras vestem de luto a viela
Da janela do meu quarto, vejo a luz do quarto dela
Transcrito por: J.F.C.

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

PASSATEMPO/CONCURSO

Kimzyto

Obnóxidos - nós? Nem pó! Quiproquos? Nada, nadinha. Se calhar já estou definitivelmente chato - é da pdi, éoké...

Deixa-te de tretas e de motoretas, tu kés um gajo bué da fixe, assim dizem os meus netos. E queixinhas leva-as o Bento, i.e., o vento.

Está a decorrer n’A Minha Travessa do Ferreira, um novo passatempo/concurso sobre o tema Frases feitas. Vai até sexta-feira, 8.

Há prémios diversos para os três vencedores, incluindo os «prémios/mistério» que têm sido muito bem acolhidos por que os tem ganho.

Se quiseres dar lá um saltinho e tentar a sorte – muito obrigado. E passa a informação aos teus amigos e correspondentes, por favor. Lá te espero e a eles também…

Qjs Abs

Laura disse...

Ai KIm, que bom que foi saborear o dia de ontem, minuto a minuto...Posso dizer que não me admirei de seres como te imaginava, tal e qual, ou se é isso o que o pensamento positivo, faz, pois, foste igualzinho ao que pensei de ti... tão igual que até me impressionei. Obrigada pelo dia, pela partilha, pelo rico almoço passado entre gente boa...e em frente ao mar!...Deus te pague por tanto de tudo o que nos proporcionaste, deste...É esse o amor de que falo, aquele amor, amizade...
E corroboro contigo no que dizes do casal David e Isabel, a estrelinha do Norte... Mas que casal!...
Beijinhos, abraços para ti e Luisa..laura..

jrom disse...

E eu aqui na janela do meu quarto.
Homenagem sentida para todas as mães.
Representam "simplesmente" a vida.

Laura disse...

Ehhh, vim ver se te apanhava, Kim, mas, em teu lugar apanhei este jrom...

Mães são amor
Mães são dor
E só querem ver
Nos filhos
Os olhos a brilhar
De amor!...

Toma lá um versinho pequenino que diz muito...laura..

Laura disse...

Ah, espero não ter ficado horrivel no filme, minha nssa, aúnica foto que tenho, minha, está um horror, as calças enfunaram, quais velas de veleiro e...já me chegava ser assim magra...que horror e que desânimo..Beijinho da laura..

girassol disse...

As Mães

Do ventre lhes nasce a vida que são
No coração cultivam o amor
que sempre têm para nos dar
Têm no abraço
o consolo que nos sossega
no colo
o aconchego que nos acolhe
na boca
as palavras que nos ditam o alento
no conforto
em que se constroem
todos os nossos dias.
Dão-nos
na vida
com a vida
O direito a todos os sonhos…

Aqui fica um poema que fiz para as mães. Para as Mães que façam parte da tua vida.

Abraço
Girassol

Muito bonito o vosso encontro de ontem. A Laurinha feliz feliz...

*Lisa_B* disse...

OLá Kim.

obrigada pelas palavras no meu blog neste dia e nem tenho como te agradecer o dia de ontem espero que me tenhas compreendido e desculpado as lágrimas eram de alegria de emoção de sentir o v/ carinho e tudo que me proporcionaram.

Foram todos fantásticos...depois colocarei post sobre este dia.E afinal eu ja tinha visto aqui a foto do David e da Isabel...que fraca memória a minha que nem associei e andei o dia todo a pensar de onde é que os podia ter conhecido pois as carinhas eram familiares eheh ...nem pensei que fosse daqui.

Hoje para compensar o Bruno do dia de ontem que para ele foi muito triste...levei a minha filha ao comboio a Aveiro e depois fui com ele de comboio até Sernada do Vouga.

Foi tão bom vê-lo, ele tremia de emoção de viajar naquele percurso e sorria feliz...posso dizer que o dia de hoje foi de felicidade para ele :-) fiquei muito bem. Gostaria de ter andado por aqui a postar coisas e comentar mas não deu.

Sabes que ao chegar ainda fui caminhar com ele e depois arranjar tudo. Peguei no portatil para postar algo mas... nem via bem as letras, estava tudo enevoado, a cabeça pesava e escrevi com várias falhas etc no comentario que deixei.

Para o dia de hoje queria ter concluido algo para as Mães mas não tive hipotese é que eu aterrei no sono por 15h seguidas.

Espero que a Luisa e Isabel tenham passado um dia excelente em boa companhia que os maridos contribuiram para tal neste dia e em todos os dias do ano.

Beijinhos com amizade neste dia para as Mães e para os pais que as acompanham.

Laura disse...

Ehhh, a laurinha ia feliz e feliz continua, só aquela vontade de cantar, continua, e lá fui de novo pelas 21, ao sameiro, parei em frente à estátua de quem gosto e...fiquei ali mais de 15 minutos a conversar com ELe e vim monte abaixo a cantar ainda mais...faz-me tão bem. Obrigada amigo pelo dia de ontem, obrigada Lisa pelo dia de ontem também, enfim, que Deus abençoe a todos como eu lhE pedi há pouco...laura..