26 de abril de 2009

Homenagem adiada


Era um dia de homenagem a Júlio Amaro.

A edilidade de Portimão não conseguiu terminar a tempo o monumento desenhado por Júlio Amaro.
Ficou também por inaugurar a rua com o seu nome. Não fazia sentido inaugurar uma coisa sem a outra.
Era a homenagem da cidade àquele que, no último terço da sua vida, tanto elevou o seu nome.
Era, mas não foi!
Em data a marcar, encontrar-se-á novo dia para a justa homenagem.

Deixa lá Júlio - já estavas habituado!

13 comentários:

Maria disse...

Kim:
Já devias saber que, vivemos no país dos adiamentos. Não fiques triste, o teu amigo também sabe.
Um dia destes, vai acontecer.
Para ele, deve ser mais importante a vossa amizade e a saudade que sentem.
Essa é que é a grande homenagem.
O resto são pormenores.
Beijinho

carla mar disse...

[BEIJO. GRANDE. BOM. e DOCE, para TI.]

Zé do Cão disse...

Só di, havia inauguração com certeza. Digo que se fosse em Santa Comba Dão,nem que se movesse o céu e a terra.
Uns tem vontade férrea, outros nem tanto ou nenhuma.

um abraço

Anónimo disse...

Registei, na última vez que aí estive, que a filha não gostaria que fosse no dia 25 de Abril.
Há adiamentos que vêm por bem.
jc/.

Osvaldo disse...

Caro Kim;

Ía comentar, quando li o comentário do JC/. compreendi o porquê...

Outros dias virão e provávelmente os autarcas e população de Portimão encontrarão uma data em que será rendida a justa homenagem ao Júlio Amaro.

De qualquer maneira os homens passam mas só de quem fez obra é que a memória fica... e o JA ficará sempre na história de Portimão.

Um abraço caro Kim, extensivo ao teu amigo JA.

Osvaldo

Laura disse...

Kim; o amigo de onde está, marimba-se para isso...Ele do outro lado, deve ter acesso a melhores caminhos e melhor vida, e as coisas terrenas nem lhe interessam... Sendo uma bela alma, notório se faz que não quer nem precisa de agradecimentos...Deviam ter-lhos dado em vida!...Se é que lhos deram...
Um beijinho da dolce..

Laura disse...

Ontem, andava a pesquisar na net, e encontrei a foto dot eu amigo, o cavaleiro Monge, falecido recentemente...Como gosto das feições dele e daquele olhar que aparenta serenidade!...Sinto que ele está bem...sinto sim.
Um abraço d alaura.

Cristina disse...

magnifico homagem para o teu amigo.
Bom semana, Kim.
Bisous.

Je Vois la Vie en Vert disse...

Caro Kim,

As homenagens são bonitas quando vêm do coração como a tua enquanto o nome em rua , praças, etc... às vezes não têm o mesmo significado. A marca que deixou está bem patente nos sentimentos e no coração de quem o conheceu de perto e que o amou e é isso o mais importante !

Beijinhos da

Verdinha

P.S. Pelos vistos, a Paula ficou encantada por receber a tua chamada, nunca mais largava o meu tlm e eu tinha que ir a correr para os meus ensaios ! :D

Paula Raposo disse...

Venho aqui só para te dizer que a partir de agora te vou seguir...beijos.

jrom disse...

A homenagem pública é sempre agradável receber pela obra feita.Seja pela entidade local, ou nacional deve existir respeito.
Quanto às Suas relações de foro intmo, penso que o que fica nos corações de quem privou desta ou daquela maneira no amor ou na amizade será sempre mais importante para a sua imortalidade.
Até já Amaro!

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Olá Kim

Nisto de homenagens - ou se fazem ou se não fazem. O Júlio Amaro - de quem já ouvira falar - merece a sua estátua. Ver-se-á quando...

Já uma vez te deixei um cumentário (com o) - ao qual penso que não ligaste peva. É pena.

Mas, agora, vendo que és confrade da nossa Maria (que até é culaboradora, com o, na Minha Travessa) cá estou de novo a insistir para ires até lá. O que me dará muito prazer. Sou, o que se chama, um reincidente contumaz... hahahahaha

Se gostares, inscreve-te como meu (per)seguidor e manda cumentários (com o) diversos. Se não gostares - põe na beirinha do prato. E, pelo menos, lês o que a Maria lá posta - e bem. E se os teus companheiros quiserem...

Abs

Laura disse...

Ai mon dieu...já somos duas ó Paulinha!... ehhhhh, eu já lhe chamo o Kim prá qui o Kim prá li, vai um braço para cada uma, a que mais puxar, leva o resto, ehhhhhh, o que me ri...Beijinhos.