24 de fevereiro de 2009

Júlio Amaro - Os diamantes são eternos!



Para quem nada sabe deste amigo tantas vezes aqui falado, deixo a brisa do que me apetece soprar e não do que a história dirá.

Júlio Amaro, foi um sábio-pintor-ilusionista-escritor-encenador, que há mais de quarenta anos, algures no lugar da Porcalhota na Amadora, entrou no reino dum grupo de adolescentes, onde me incluo e cimentou os seus caminhos.
Partilhou connosco toda a magia do seu ser. Dele fomos actores, escribas, ajudantes, aprendizes, intérpretes. Fomos um todo, na noite distante da nossa memória. A ele ficámos grudados no tempo
Tinha mais vinte anos que nós. Todas as noites havia encontro marcado no seu pequeno Café-Galeria de Arte onde ele, entre uma torrente de” bicas” e uma pincelada de maresia, ia transmitindo o percurso que fora a sua vida.
Amaro sorria connosco, a pintar. Chorava connosco, a sorrir.
Era um poço de sapiência e o horizonte dos nossos sonhos. Era aquele que não queríamos ver partir nunca.

Na busca incessante de novos desafios, foi viver para Portimão onde viria a abrir a Galeria de Arte San Lucas, donde sairam as suas pinturas e serigrafias para todo o país.
Júlio Amaro deixou-nos há dois anos, em cima duma cordilheira de “estórias” e saudade.
Não conheci nem conhecerei nunca alguém que tudo soubesse. Ele esteve bem perto!
Júlio Amaro ! A Wikipédia diz o resto!

15 comentários:

Anónimo disse...

Kim:
Ainda não tinha lido o teu post de hoje, quando te respondi no meu. Se tinha dúvidas de ser entendidad, agora perdi-as.
É essa dor, amigo. A que não tem consolo e nos faz lembrar o dia certo em que perdemos "aquele amigo"
Mais uma coincidência, nas muitas que têm aparecido, nesta amizade recente, mas que pelo menos da minha parte, já é séria.
Por isso, um abraço e um beijo
Maria dos Alcatruzes

Anónimo disse...

Bom dia Mestre Amaro!
Saudades de ti, pá.
jc/.

Laura disse...

Tão bom quando temos pessoas de gabarito a ensinar-nos a vida e quer queiramos,quer não, acabamos sempre por aprender com eles...

Que pena não o ter conhecido, Amo almas assim, almas que são humildes e espalham o saber entre todos os que querem aprender, e aidna por cima , Pintor e tinha um atelier...Mas que lindo. Se tanto bem fez, agora o colhe lá nos espaços Siderais...crê que sim!... Beijinho para ti, e para ele também!... laura.

Anónimo disse...

Havia duas porcalhotas; a Porcalhota Porcalhota e O PAINEL, O CAFÉ DO AMARO.
Foi bom, muito bom. Gostei de voltar a ver-te. Até sempre.

xl

jrom disse...

A imortalidade é sempre o resultado
do vinculo deixado a quem nos conheceu.
Até logo meu amigo Julio Amaro

Anónimo disse...

MESTRE AMIGO
até sempre.
O.R.

Osvaldo disse...

Caro Kim;
Bela homenagem que prestas a um homem das artes, da cultura e mais que tudo a um amigo...
Os diamantes são eternos e mesmo quando roubados temos a esperança de um dia os encontrar. Quem sabe este também um dia não o reencontrarás ?!...
Um abraço, caro amigo.
Osvaldo

Cristina disse...

Emouvant l'hommage à ton ami.
Gros bisous et à très bientôt!
L'avion est réservé pour le mois d'août!!!

carla mar disse...

A presença de um olhar infinito sem distância... toca o céu.
A morte é ininterrupta como o brilho das estrelas...

... olha. ininterruptamente. as estrelas... estarás mais próximo DELE.



até já... (fica, aqui, um beijo!)

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

LISBOA = PORTUGAL

Olá Kim

Aqui estou de novo. Há já uns tempos que não vinha visitar-te. Cheguei agora e continuo a gostar do que encontro. É sem dúvida um bom blogue. Renovo os parabéns. Prometo-te que voltarei, se possível com mais regularidade e assiduidade. Relembro-te, ainda, que estou a «coleccionar» - com muito boa intenção, muito prazer e muita honra - Seguidores. Ora eles estão a fugir. Dizem-me é malandrice do sistema blogger e que anda na blogosfera um grande reboliço. Não sei. O que é verdade é que bazam…

Hoje, porem, quero informar-te que tenho postada no meu blogue a história macabra de um tiro que deram no meu neto número dois, o Rodrigo que vai a caminho dos 13 nos. Boa praça. Permito-me fazê-lo para alertar as pessoas e tentar evitar que lhes sucedam estórias inqualificáveis como esta. Desculpa-me a chatice, mas é com boa intenção, como compreenderás.

Na quarta-feira 17, ele ia a sair da escola pelas quase três da tarde. Sentiu uma «ferroada». Mas, nada de abelha. Fora um chumbo de um tiro de pistola ou espingarda de ar. Ambulância, hospital, radiografia, depois uma TAC, tinha o pequeno projéctil alojado no lado esquerdo do pescoço. Os médicos decidiram não o operar, pois que a posição do projéctil não aconselhava a intervenção. Estava – e está – muito próximo da jugular. Podia ter sido mortal. Felizmente, o Rodas agora está bem. Ainda que tenha de fazer novos exames para ver se o chumbo se moveu. «Brincadeira» de Carnaval? Um tarado a disparar sobre as pessoas? De manhã, uma Senhora fora atingida, no mesmo local, numa perna. Estúpida e criminosa coisa, digo eu.

Está tudo n’A Minha Travessa. Se quiseres vai lá, e deixa cumentário, com o…

Abs = abraços

Parisiense disse...

È verdade que os diamantes são eternos, mas tambem são raros....
Tu tiveste o previlégio de ter tido um.Guarda-o nem que seja em boas e felizes recordações.
Bisous mon anje.

O Bicho disse...

Na verdade, a "Wikipedia" não diz todo "o resto", mas sempre diz (e ainda bem) alguma coisa: podem consultar, em "http://pt.wikipedia.org/wiki/Júlio_Amaro".
O resto... aquele olhar, aquela expressão, aquela humanidade, ficou nas grandes amizades, recordações, saudades de dois anos, após quarenta e tantos.
Um Amigo

Anónimo disse...

Realmente como os tempos mudam- triste povo que até os carnavais importa.......

Seve

Anónimo disse...

Despropositado, claro que este meu comentário não era prá aqui.

As minhas desculpas.

Seve

Anónimo disse...

Ola amigos
falando de amigos que ja partiram e deixaram muitas saudades.preciso de partilhar a minha dor.
Neste momento estou a passar por isso tambem.Acabo de perder A MINHA AMIGA com 57 anos e ainda com tanto para viver.Um lar que se desfaz...porque...depois de tanta labuta...agora que ja tinha tempo para apreciar as boas coisas da
vida....porque ...estas injustiças...

AMIGA que saudades...ate sempre...
FATINHA.

girassol (Quarteira)