14 de janeiro de 2009

Aqui ao lado - tão longe!


Quando dei os primeiros passos neste blogue, há quase dois anos, ele era apenas um cantinho de desabafos, apenas susceptível de ser lido por meia dúzia de amigos. Não tinha nem tem qualquer pretensão de ser mais abrangente que isso.
Já aqui conheci pessoas muito interessantes e outras conhecerei em breve, sem que tivesse havido obrigatoriedade de conhecimento pessoal, como é óbvio. Mas … acaba sempre por acontecer, por um motivo ou outro. E por detrás de cada mulher encontrei maridos compinchas que muito me agradou conhecer (David-Isabel e Jacques-Cristina).
Foi assim que conheci a Isabel de Vila da Feira, a Maria das Caldas, a Spuk do Brasil e a Cristina da Bélgica. Depois vieram outras(os) e o horizonte geográfico alargou-se.
Do Estoril a Braga, de Odivelas a Arouca, da Parede a Pernambuco, de Castelo Branco a Rouen e de Genéve a Bruxelas alguma cumplicidade aconteceu e criaram-se novos amigos, mesmo que alguma virtualidade lhes seja imputada.
Misturaram-se sabores africanos, alguns salpicados de “petits fours” parisienses e criaram-se empatias, não olhando a credos nem a culturas. Cada um é o que é, e ou assim se aceita ou se renega à partida, tão sem segredos é.
Bem prega Frei Tomás quando assim diz e assim não faz, mas desculpem lá os desabafos que nem sempre a todos agradam.
Também eu “só sei que nada sei”, nada mais que isso e desculpem-me aqueles a quem eventualmente puder não agradar.
Até já, gentes das minhas terras!

12 comentários:

Osvaldo disse...

Olá amigo Kim;
E sem dúvida que o prazer de tornar real o que é virtual, se torna numa maravilhosa sensação de que a amizade se pode conseguir a partir das teclas de um ordinador/computador ou não importa o nome que lhe queiram ar. Eu sonho com o dia em que uma boa parte desta maravilhosa gente s junte num enorme banquete ou simples pic-nic e numa alegre cavaqueira daremos todos um nome à imagem...
Estive a semana passada aí em Portugal (a trabalho), do 5 ao 12 de Janeiro e encontrava-me em Viseu para apreciar a neve... Foi bonito ver aquela gente que já nem se lembravam como ela era tão fria !... mas bonita.
Um abraço

Anónimo disse...

KIM!
Obrigda pela parte que me toca, mesmo aqui de tão longe me sinto perto de todos que aqui aparecem.

É salutar sim tornar real, um conhecimento que fizemos no virtual, pois não KIM?

Eu adorei ir a Lisboa e conhecer o KIM, foi uma pena não ter conhecido a Isabel, quando estive no Porto, o a Maria, quando estive em Caldas da Rainha, mas creio que não faltará oportunidade, pois espero em julho estar ai mais uma vez.

E quem quizer vir ao Brasil, ao Recife e Porto de Galinhas é só me avisar que terei o máximo prazer em conhece-lo(a)s.

SPUK

PS
A semana santa em Nova Jerusalém é algo fantastico, é o maior teatro ao ar livre do mundo, onde se ensena o Drama da Paixão de Cristo e o publico éfigurante, mas quem quizer ser um dos farizeus, é só alugar a roupa e fazer parte.
Então fic aqui o convite.

SPUK

Laura disse...

Então sonhemos Osvaldo, eu também anseio por isso, seja pic nic o que for, uma almoçarada baratucha, pinga rasca, mas que mais faz? se nos pudermos abraçar e encher os nossos coraçõs do mais puro néctar, o da amizade e do amor entre todos... Vamos combinando devagarinho e um dia, nos tempos mais quentes e calmos, que tal?
Desde já digo? presente...se a vida não me pregar alguma partida..ehhhhh--laura..

Parisiense disse...

POis esta africana, meia parisiense, agradece a parte que lhe toca e avisa-te que não será para breve que te verás livre da visitinha dela.....
è sempre um prazer visitar-te neste cantinho e ler coisas simples e interessantes.
Beijokitas muito grandes.

sininho disse...

oi kim.
teu blog é sabedoria e um poço de inspirações, e graças a isso decidi fazer o meu proprio blog..
conhecer pessoas novas falar de pessoas e de acontecimentos que se passaram na vida ou mesmo curiosidades sobre todo o mundo é o que dás a conhecer a todos que por aqui passam..
eu também ja tenho um pouco de mim no teu blog na festa de uma das tuas terras (Estribeiro) em que a dois anos atras tive a coragem de pegar um bezerrinho.. não estava a espera que contasses isso aqui mas fiquei muito contente por ja ter o meu nome escrito neste teu estaço..
um beijo..
Martinha

Anónimo disse...

Kim:
As mesmas razões tive eu quando comecei. Apenas eu pensava desistir mais dia menos dia. De todos vós, só conheço pessoalmenete o Bicho, mas o engraçado é que penso e dirijo-me a todos com um à vontade que não tenho com pessoas que conheço há anos. É muito bom sentirmo-nos parte de um grupo, mesmo quando esse grupo é assim disperso.
Tu tens sido o "elo mais forte" a ligar-nos. Continua, amigo.
Beijo de parabéns da
Maria2

Cristina disse...

Merci, Kim.
Ton amitié m'est bien précieuse
Gros bisous pour toi, Bicho, Maria, Isabel et tous les autres.

carla mar disse...

[aqueces-me a alma]


Beijo meu :)

Anónimo disse...

Olá Kim:essa não tenho,manda para o mail. Acho que tens que marcar um novo almoço,parece que o pessoal está em pulgas, da outra vez quase ninguém apareceu, mas mesmo assim foi lindo,um dia bem passado.Beijo da Maria das Caldas

Je Vois la Vie en Vert disse...

Acho, caro Osvaldo, que é um sonho que será muito fácil de realizar, não achas, Kim? E tu, Cristina ?
A Verdinha já teve o prazer de conhecer 2 pessoas da "lista" e com certeza, não vai ficar por aí ....

Oi, Spuk, já estive no Recife, na Praia das Fontes e em Porto Galinhas e se um dia lá voltar, de certeza que vou contactá-la !

Beijinhos verdinhos a todos !

jrom disse...

Aqui encontrei a grande chave da porta da sabedoria,e auto analisei-me e tive a consciência de quão pequeno eu sou.
Como a vaidade é o meu defeito maior, para o ego, vejo com nitidez que consigo utilizar a chave nessa porta e é muito mau para mim ver pessoas que têm essa chave e continuam a querer entrar pela janela.
Quero continuar pequeno e com vontade de aprender,mas perante isto o meu defeito aumenta, fico com a sensação de ficar maior e não quero.
É como escolher uma ementa de batatas com peixe e este não ser fresco.Vou comer só as batatas

jrom disse...

A maior pobreza que existe é a de não querer aprender
Parabéns Kim.
Continua ,porque sabes do que estou a falar, quantas maças são lindas e têm bicho.