26 de dezembro de 2008

Nosso Senhor dos Caminhos

Às vezes – pareço um herege. Às vezes não me conheço.
Mas é também às vezes, que a minha alma fica parva com as parvoíces que se fazem à sombra da Igreja, para chamar os fiéis ao toque das Avé-Marias.
O Bispo de Viseu concede quarenta dias de indulgências para quem rezar devotamente, na presença desta Imagem, um Padre Nosso e uma Avé Maria, pedindo pelo bem da Igreja e do Estado.
Mas quem é que escreveu isto? O Estado Novo? Sócrates? (não o da cicuta). O Bispo de Viseu? Talvez!
Esta imagem, por sinal uma das que mais me toca, é de um Homem que nasceu há dois mil anos e que morreu porque naquele tempo já havia homens que concediam indulgências a quem rezasse a bem do Estado. Triste fado este que a Igreja agora canta.
A fé, é muito mais que isto. Não exige nada em troca.
É acreditar, esperar e falar com Ele!
Insondáveis são os caminhos do Senhor!

11 comentários:

Je Vois la Vie en Vert disse...

O que acha o nosso amigo Osvaldo ?
Tem a ver com a terra dele.
Acho um pedido muito estranho.

Beijinhos verdinhos

jrom disse...

Por essas e por outras é que quando eu era pequeno me ensinaram a escolher bem o trigo do joio.
Nesse tempo estudava-se muito na agricultura.
Sempre havia algum trigo,hoje acho que há menos.
A Bíblia também alerta para os falsos profetas.

jrom disse...

Caminhar nas veredas do Senhor, não é fácil e encontrar o caminho é bem mais difícil.

Laura disse...

Kim; não entro em Missas, nem as ouço, mas, por vezes vou a um funeral, e coisas assim. Outras entro nas Igrejas, ali sente-se paz (quando estão vazias!) mas na realidade nem religião tenho porque não concordo com nenhuma...
Apenas gosto de falar com Deus Pai, e Jesus, sei que há Santos e Anjos, Arcanjos, mas é com Jesus que falo mais.
Uma noite como faço algumas vezes, ajoelhei-me no meu quarto, fecho sempre a porta à chave para não me incomodarem, e rezei, falei com Ele, estava tão embebida nisso que estendi meus braços para o alto como se pudesse tocar suas Mãos!..a energia fluia pelos meus braços e corpo que tremia como nunca tinha acontecido, e, acabei, levantei-me, vim direitinha ao pc e saiu este lindo poema...

Anseio estar contigo… (A Jesus)


Anseio estar Contigo
No silêncio do meu recolhimento.
Cerro meus olhos,
Sinto-Te tão perto
Como se pudesse tocar-Te...

Ergo meus braços
Abro minhas mãos
Sinto a tua energia fluir,
Meu corpo todo treme
Sinto cada ponto da minha pele...

Quero erguer meus braços
Até ao infinito,
Poder agarrar Tuas Mãos
Que manténs estendidas
A todos os que Te procuram...

Queria poder abraçar-Te, és O único que me dá amor,
Sem esperar nada em troca!...

És O único sim.
Porque Tu sabes de mim, sabes tudo o que há em mim,
E amas-me mesmo assim…

Está no meu livro Réstias de Sol!...
Nada mais. Beijinhos da laura que agradece reconhecida o carinho que tens por ela, uma cotinha da tua idade ehhhhhh...

Anónimo disse...

Como te entendo Kim!
Se Ele voltasse como é que iria correr os "vendilhões" do Templo?
Tu conheces de certeza, Guerra Junqueiro e o seu livro "A velhice do padre Eterno". Há um poema ( não, não é o Melro, apesar deste me dizer muito),é um poema curto, chamado "Parasitas"
Conheces? Lê-o de novo.
Depois, para não ficares muito chocado, volta atrás e lê "Aos simples", sobretudo o bocado que começa em: " minha mãe, minha mãe,ai que saudade imensa...".
Talvez fiques a saber mais do que sentes e do que sente a
Petite Marie

BLOGADOR disse...

Naquela região, as pessoas são muito crentes, não só na sua fé como no que os padres professam (principalmente as pessoas mais idosas). Isso tem servido de veículo para os ditos padres passarem outro tipo de mensagens que não as estritamente religiosas. Mas este tipo de "abuso de poder" não é exclusivo daquela zona nem da igreja em geral.

Osvaldo disse...

Caro amigo Kim;
Em primeiro agradeço a publicidade que tens feito várias vezes da região do Senhor dos Caminhos, que até merece quem se lembre dela, já que os governantes a esquecem...
Quanto à indulgência, não preciso que o Senhor Bispo ma dê porque eu já a tenho por natureza.
Quanto às rezas,... prefiro Cantar as Janeiras em companhia dos amigos. Pelo menos, somos recompensados de imediato...
Em resposta à Verdinha, ainda vos hei-de levar a ambos e respectivas familias à Nossa Senhora dos Verdes e apreciar as Colunas do lugar.
Um abraço caro Kim.
Osvaldo

Anónimo disse...

Só me apetece pasteis de belém.
:)jc

Anónimo disse...

Pelos caminhos de Portugal
Eu vi tanta coisa linda
Vi um mundo sem igual

Eu vi Estoril,
Eu vi Sintra, eu vi Cascais,
Da Batalha eu fui a Fátima
Onde a fé vive bem mais.
Eu vi Coimbra
Terra de muito aconchego
De Viseu fui pra Lamego,
Cheguei a Vila Real.

Em Trás-os-Montes
Com carinho eu vi Bragança
Terra cheia de amizade
De amor e de esperança.
E vi aldeias
Vi o Parâmio e vi o Zeire
Onde nasceu minha mãe
E uma infância feliz teve.

Estive em Chaves,
Vi o Bom Jesus em Braga,
De Monção fui pelo Minho
Onde a beleza não se acaba.
Fiquei contente
Em Viana do Castelo
E de Póvoa de Varzim
Ao Porto que eu tanto quero.

Meu rico Espinho
Meu rico Aveiro
E depois fui por Figueira da Foz
E de Leiria
Nazaré, Alcobaça,
Fui por Caldas da Raínha
E Santarém logo após

Lá em Peniche
Comi boa caldeirada
Em Sesimbra foi sardinhas
E em Setúbal só uma olhada.
Val de Lobo
Lá no Algarve, Portimão,
Em Tavira e em Faro
Eu deixei meu coração.

Serra da Estrela
Que é tão célebre,
A boa Évora e a linda Portalegre,
Castelo Branco,
Covilhã e já não tarda
A terra do meu pai
A tão querida Guarda.

Tenho que ir
À Madeira e aos Açores
À procura de belezas.
Sei que me falta ver
Muita coisa e boa
Porém, já estou contente
Pois vi o céu, eu vi Lisboa,
Eu vi o céu, eu vi Lisboa.

Anónimo disse...

JC! Como sempre JC!
Eu também adoro os Pasteis de Belém, é uma pena, que eu more tão longe, mas sempre que ai vou, não os dispensos.

Fiz um roteiro tão parecido com a amigia anonima, que postou depois do JC mas inclui Obidos, Eposende, Barcelos, Ponte Vedra,Monserar, Sines, Lagos,Vila Moura e outros sitios portugueses que tanto adoro e pretendo sempre voltar.

SPUK

Laura disse...

Ganda seca, feriasod, cama a ver tv, comer comer e tornar a comer, andar na rua? não me parece, tá friiiiiiiiooooooo..
Beijinhos e té mais logo. Deves andar na procissão, já que não apareces..laura.