4 de novembro de 2009

Drauzio Varella - sensato



Já que no post anterior falei dum Prémio Nobel … (ateu)

Drauzio Varella (médico brasileiro) Prémio Nobel da Literatura, (ateu) disse:

- Actualmente no mundo, investe-se cinco vezes mais em medicamentos para a virilidade masculina e silicone para as mulheres, do que na cura de Alzheimer.
Daqui a alguns anos, teremos velhas de tetas grandes e velhos de pénis duro, mas nenhum deles se lembrará para que servem.

Quem diria?



Quero ver se não me esqueço de me lembrar para não me esquecer!

27 comentários:

Teté disse...

Soa um bocado disparatado, mas a verdade é que ele está coberto de razão, com algum humor! :)

Beijocas, Kim!

Laura disse...

Nunca ouvi, digo, li, palavras mais acertadas, tratando-se do que se trata... Coberto de razão está o homem. Só que ninguém lhe dá ouvidos, o negócio é manter tudo doente, se não for do corpo, seja da cabeça, e continuar a fabricar grandes remédios para pequenos males, a baixa auto estima do ser humano... as vaidades em embelezar, o que não valerá a pena, se o coração nunca pode ser mudado, ou seja, vá lá, comecem a transformar os corações, apenas naquilo que se espera deles... Invistam no coração, rodeiem-no de doçura, de paz, e do eterno amor, e a maioria dos problemas, estaria resolvida...
beijinho da laura

Zé do Cão disse...

Não sejam más línguas. Temos um governo que nos trata da saúde com desvelo. Que nos digam os nossos bolsos permanentemente vazios.
Temos um Ministério da Saúde exemplar.
E também temos de concordar, que temos uma saúde de ferro, para resistir a tudo isto.
Abraço

Osvaldo disse...

Kim;

Claro que poderemos dar todas as interpretações possiveis a este tema, do Cômico ao Dramático, mas que esta máxima do dr. Varella merece bem um divulgação no teu blog, sem dúvida. E ainda bem que a exploras porque poderá reavivar memórias de pessoas que andam distraídas para os verdadeiros problemas da humanidade em detrimento de valores, por vezes ridiculos, pessoais.
Um abraço, amigo Kim e saudações para L&L.
da Ana e Osvaldo

Parisiense disse...

Sem margem para duvidas.....
Hoje é mais importante a aparência do que a saúde...
Precisamos todos de repensar a vida e os seus valores, o que realmente vale a pena...

Bisous mon ange

Maria disse...

Kim:
Homem sábio, merecedor do Nobel.
Beijinhos

Laura disse...

Estava tão distraída que quando li a maria, pensei; hem, o Nobel pró Kim, boa, ele merece, ah, era para o Dráuzio, que óptimo, mas, esses prémios quase sempre são para quem não os merece...
Beijinho. laura

BLOGADOR disse...

"O desenvolvimento tecnológico não é sinónimo de desenvolvimento da qualidade de vida das pessoas, infelizmente. A televisão por exemplo - uma óptima invenção que poderia ter servido para educar o mundo inteiro, em vez disso serve para vender produtos."
Bruce Willis - Actor Norte-americano, numa entrevista reproduzida na SIC Notícias em Novembro de 2009.

Laura disse...

Kim; tens algum amigo que dê umas guitarradas? para acompanhar a Balada do Moa? Olha, bem podes começar a procurar... é que o homem anda tão inspirdado que fala tudo a versejar!...
Sério, vê lá isso, ele não conhece nenhum...
Beijinhos de chuva, que a chuva desde ontem , anda por cá... laura

Anónimo disse...

Olá Amigo Kim, e a todos os que visitam esta "casa"

O Dalai Lama um dia disse isto +/-.... Andamos durante a vida a gastar saude para ganhar dinheiro, e depois passamos o resto dos nossos dias a gastar dinheiro para ter saude.. pensamos ansiosamente no futuro, esquecendo o presente, vivendo como se nunca fossemos morrer, e morrendo como se nunca tivessemos vivido..

Viva o Benfica

Pantas

fogo.... disse...

esta malta tem é de parar de fumar beber e drogar-se!!!
depois queixam se de impotência....arrasam o material e depois não se aguentam!!!!!!

depois viagra para cima.....

Anónimo disse...

Drauzio Varella (médico brasileiro) Prémio Nobel da Literatura. ?
Estou mesmo com Alzheimer.

FR

Anónimo disse...

Jorge Amado


Avô, mesmo que a gente morra, é melhor morrer de repetição na mão, brigando com o coronel, que morrer em cima da terra, debaixo de relho, sem reagir. Mesmo que seja pra morrer nós deve dividir essas terras, tomar elas para gente. Mesmo que seja um dia só que a gente tenha elas, paga a pena de morrer".

(Os Subterrâneos da Liberdade - Agonia da Noite)

Anónimo disse...

Seve disse...

Oh Fogo essa tá boa..Viagra pra cima....

Cristina disse...

Bom fim de sema&na, amigo.
A vida nâo è facil com a doente de Jacques.
Grnde abraço.

fogo disse...

bem Seve na verdade há muitos homens a recorrer ao viagra, mas não só, lembram se da cabeleireira russa que amarrou um assaltante á marqueza, deu lhe viagra, e violou durante 3 dias?
pois é,por aqui se vê onde isto vai parar, para uns pesadelo.....para outros um sonho...

Kim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kim disse...

Indaguei melhor este Prémio Nobel e ficram-me muitas dúvidas.
É que, aparecem muitas referências ao Dr. Varella, algumas falam mesmo do prémio Nobel mas não são conclusivas. Também encontrei algumas referências do Nobel da medicina, mas mesmo assim também não me convenceram.
Pode ser que alguém um dia nos tire esta dúvida.
Fica a essência da frase, que não deixa de ser verídica.

Je Vois la Vie en Vert disse...

Passo a correr só para te deixar uma beijinho. Não sei se te verei hoje...(ver na Maria mais explicações)

Verdinha

francisco disse...

Pois é Kim, até agora, nenhum cidadão brasileiro foi galardoado com o Prémio Nobel.

FR

spuk disse...

Querido Kim!
Trascrevo alguns dados a respeito do Dr. Drauzio, e pelo que sei, realmente ele não recebeu nenhum dos Premios Nobel.
SPUK
Drauzio Varella (São Paulo, 1 de janeiro de 1943), é um médico oncologista e escritor brasileiro, conhecido por popularizar a medicina em seu país, através de programas de rádio e TV. Foi também um dos fundadores da Universidade Paulista e da Rede Objetivo, onde lecionou física e química durante muitos anos.

[editar] Carreira médica
Descendente de galegos e portugueses, Drauzio estudou medicina na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. No início dos anos 70, já como médico, ele começou a trabalhar com o professor Vicente Amato Neto na área de moléstias infecciosas do Hospital do Servidor Público de São Paulo. Durante 20 anos, dirigiu também o serviço de imunologia do Hospital do Câncer (São Paulo) e de 1990 a 1992, o serviço de câncer do Hospital do Ipiranga.

Deu aulas em várias faculdades do Brasil e em instituições em outros países, como o Memorial Hospital de Nova Iorque, a Cleveland Clinic (também nos Estados Unidos), o Instituto Karolinska de Estocolmo, a Universidade de Hiroshima e o National Cancer Institute, em Tóquio.

Além do câncer, Drauzio Varella dedicou seu trabalho também ao estudo da AIDS. Foi um dos pioneiros no estudo dessa doença no Brasil, especialmente do sarcoma de Kaposi. Em 1989, iniciou um trabalho no Carandiru (nome popular da "Casa de Detenção de São Paulo"), investigando a prevalência do vírus HIV nos detentos. Até 2002, ano em que o presídio foi desativado, trabalhou como médico voluntário no local. O dr. Varella chegou a idealizar uma revista em quadrinhos, O Vira-Lata, como parte do plano de prevenção da AIDS na cadeia.

Atualmente, apoiado pela Universidade Paulista e pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), dirige no Rio Negro um projeto de análise de plantas brasileiras, buscando obter extratos para testar experimentalmente no combate à bactérias resistentes a antibióticos e ao câncer.

[editar] Carreira como comunicador
Em 1986, sob orientação do radialista Fernando Vieira de Mello, iniciou campanhas na rádios com o intuito de esclarecer a população sobre a AIDS e métodos de prevenção. Com esse projeto, Varella trabalhou na Jovem Pan e depois na 89 FM de São Paulo.

Na televisão, seu trabalho mais conhecido é o na Rede Globo, onde apresenta diversos quadros na área de saúde no programa Fantástico, falando sobre o corpo humano, o tabagismo, primeiros socorros, gravidez, obesidade e transplante de órgãos. Além da Rede Globo, ele trabalha ainda em outras emissoras como o Canal Universitário e a TV Senado, nos quais entrevista especialistas e discute assuntos de saúde em diversas áreas.

[editar] Carreira como escritor
Além das campanhas de prevenção, Drauzio Varella também é um premiado escritor, tanto de ficção para adultos quanto para crianças. Lançado em 1999, o livro Estação Carandiru, que conta sobre seu trabalho com os presidiários do Carandiru, virou best-seller e recebeu o Prêmio Jabuti na categoria "não-ficção". Em 2003, a obra ganhou as telas do cinema num filme do diretor Hector Babenco. Escreveu o prefácio do livro Ludopédio:Esporte de Cardiopatas, do Professor Asdrúbal Fragoso.

Seu outro livro, Nas ruas do Brás, foi agraciado na Feira Internacional do Livro de Bolonha, na Itália e também na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, em 2001, na categoria "revelação de autor de literatura infantil". Já Florestas do Rio Negro foi indicado ao Prêmio Jabuti em 2002.

[editar] Obras publicadas

Cristina disse...

Merci pour ta gentillesse, Kim.
Grande abraço!

marianaromano disse...

Como é aqui dito, o Muro de Berlim separou famílias e fê-las sofrer!Também,porque os interesses pessoais,sâo mais fortes do que o Amor ao proximo,mais forte que tudo, temos o materialismo que faz com que ums construam muros,outros derrubam-nos e outros,até os saltam! Hája sabedoria para fazermos Bem!

Mariana disse!tenho que colucar, nâo um muro:mas uma armadura forte!, no jrom senâo a Laura (deixa-mo?todo desconjuntado)
Bem hajam!

Anónimo disse...

É verdade, não conheço nenhum sítio do mundo onde não haja exploração do homem pelo homem.
Mas se os teus desejos, são também os meus desejos, já somos dois, só faltam mais uns milhões.; mãos à obra.
Ouvi dizer que no comunismo não há Estado, mas como nunca houve comunismo em lado nenhum, também não sei.
O que eu sei, é que no capitalismo há exploração e milhões de homens são tratados abaixo de cão. Por isso sou anti-capitalista pró socialista. Reconheço que é uma coisa que agora se usa pouco, mas nisto sou conservador.

FR

Anónimo disse...

Salmos 79/4/5
Estamos feitos o opóbrio dos nossos vizinhos,o escárnio e a zombaria dos que estão à roda de nós.
Até quando Senhor? indignar-te-ás para sempre?Arderá o teu zelo como fogo?
The Priest

Nancy Lilian Elizondo disse...

O Dr. Dráuzio Varella é ótimo e sábio, merece, porém ainda não ganhou o Nobel. É mais, o Brasil ainda não ganhou nenhum prêmio Nobel. Tem que se investir muito mais em educação para formar mais cientistas e quem sabe na quantidade e qualidade algum dia ganhe um.

AugustoCR disse...

ele não é cristão. É ateu tbm.
http://www.youtube.com/watch?v=nL4elCXoWyw

corrija!