25 de maio de 2009

Que filhos para o nosso planeta?

video

Fala-se tanto da necessidade de deixar um planeta melhor para os nossos filhos e esquece-se da urgência de deixarmos filhos melhores para o nosso planeta...

(Autor desconhecido.)

17 comentários:

Teté disse...

Credo, nem acabei de ver o vídeo!

E a frase já a li, mas também não me lembro de quem era o seu autor (se é que dizia). De qualquer das formas, concordo absolutamente com ela...

Beijocas!

BLOGADOR disse...

Nesta matéria estou perfeitamente de acordo com as soluções propostas pelo CDS-PP.

*Lisa_B* disse...

Kim,

são 5h30 ainda não durmo, o dia foi forte para mim...não entrarei em detalhes mais do que escrevi no post porque está em justiça e não posso prejudicar o meu filho.

Sei o que é ver um muido ser espancado por um grupo...sei...o meu filho foi espancado felizmente não tanto como esse mas os autores eram uma roda e ele no meio e levar pontapés,murros no estomago nas costas onde não ficasse visiveis logo as marcas...

Por várias vezes isso sucedeu ao longo de todas as escolas...ninguém fazia nada a não ser repreender suavemente alguns dos autores.

Ele tremia de medo que eu os acusasse á policia porque depois tinha de ocntinuar na escola e ninguém o protegia de tantos contra ele.

Ele foi ameaçado de navalha ao pescoço...sendo autista ou não qualquer um menos "bravo" se ficaria com medo...se saisse à mãe que era pior que as cobras quando pisada...mas não somos todos assim capazes de nos defender e sobretudo de muita violência.

O video fez-me voltar no tempo recente e chorar porque nesse rapaz revi novamente o meu filho.

As pessoas não devem voltar a cara ao video porque é real...acontece é bom que se veja o que se passa na escola ou à saída.

Um beijo para ti e todos em casa, extensivo a IR e familia.

Laura disse...

Olá Mouro das encostas de Lisboa. Não vou ver o video, ontem enviaram-mo, pedi desculpa, mas, não, não tenho estofo para a violência, e tens razão, afligem-se todos em deixar um Planeta limpo, ecológico, tudo do melhor para os nossos filhos, mas, esquecem-se de preparar os filhos ecológica e moralmente, para os dias de hoje e amanhã...
É deprimente ver a realidade, e não deviamos voltar costas às lutas, à raiva... Os meus não se metem em coisas dessas, claro que sabemos como são os rapazes, cujo sangue aquece fácilmente, mas, bater, magoar, provocar dor a outrém, é algo que vai além de mim, e não consigo aceitar, mesmo que algum deles mereça...
O meu coraçãozinho vai indo, e com a ajuda de todos, não tarda, as resteas de sol, voltarão a deixar passar, aquele cadinho de paz...Um abrço e gracias pelo carinho..laura

Laura disse...

Já não sei que dizer sobre a nossa querida Lisa. O que sei é que; nem tu, nem eu, nem a verdinha e outras ninas e ninos, poderão fazer seja lá o que for, para ajudar esta mãe e o filho... Que cruz, que dor, que revolta...
Por um lado, pode ser que lhe façam exames e ele volte para casa com a mãe, pelo outro, outra solução se pedia nestes momentos, na medida em que ela não iria aguentar muitos anos esta situação de mal dormir, e de tratar de tanta coisa...A ajuda é necessária, mas, vamos a ver como será e se finalmente, acabarão por ajudá-lo!...
Também este menino, o Bruno, foi vitima de violência por parte dos próprios colegas, cujo mal foi apenas , o d enão saber lidar com um autista e cujos pais nunca se importaram de ter dessas conversas à mesa e explicar-lhes que os Autistas não funcionam como os ditos miudos normais...se nem os próprios pais sabem isso, nem como se lida com eles. Falta de cultura, de educação, de amor, principalmente de amor!...
Um beijinho Kim, e que possamos ver depressa, a nossa querida lisa, sorrindo feliz, com tudo resolvido, porque ela, merece!...Laura..

Je Vois la Vie en Vert disse...

Oh Kim,

è com as lágrimas nos olhos que escrevo estas palavras. Também não fui capaz de ver o vídeo até ao fim porque me doia o corpo todo.
Como é possivel tanta violência, tanta maldade, tanta cobardia Todos contra um e ele já estando no chão massacrar-lhe desta maneira !
Mudem as leis e coloquem estas pessoas na prisão sem desculpá-los ou ter pena deles porque esta violência é puramente gratuita e merece castigo FORTE ! E não façam das prisões um hotel de luxo com o único castigo ser a falta de liberdade porque não chega nestes casos.
Há pessoas que perguntam porque às vezes as forças de segurança perdem a calma deles face a tais situações. Pergunto-me e pergunto-vos : o que fariam face a estes bandidos ...que são libertados e voltam a fazer o mesmo porque a justiça não os castiga ?
Mas a tal JUSTIÇA castiga uma mãe que abdicou de tudo e fez (e ainda faz) tudo pelo filho que não tem culpa nenhuma (nem ela) por ter nascido autista !
A minha revolta é grande demais para continuar a escrever.

Beijinhos amigo Kim

Verdinha

Maria disse...

Kim:
Já tinha visto o vídeo ontem, voltei a vê-lo hoje e não sei dizer o que senti. É um misto de raiva, de impotência, de revolta e pena. Pena pelo garoto que apanhou, pena pelos que lhe bateram. Que lhes terá feito a vida para se tornarem em bestas? Quanta violência sofreram, para usarem de uma tal brutalidade?
Os seguranças, para mim, são piores do que eles. Viram, observaram e nada fizeram. Impávidos e serenos assistiram a tudo, com uma calma olimpica, como se estivessem a ver um filme na TV.
Um beijo.

Je Vois la Vie en Vert disse...

Quem ler o meu comentário pode interpretá-lo mal. Nunca fui nem serei a favor da violência de qualquer maneira que seja mas sim a favor do castigo (os meus filhos, felizmente poucas vezes, foram castigados sim, às vezes simplesmente virados contra a parede sozinhos durante 5 minutos para pensarem naquilo que tinham feito e pedirem desculpa).
Estes criminosos devem trabalhar em prol da sociedade na prisão e pagar desta maneira aquilo que fizeram sentindo a "dor" e o cansaço do trabalho um pouco forçado e não viverem às custas de todos nós em prisões onde têm todas as comodidades e mais algumas (drogas, bebidas alcoólicas, cigarros, quartos para casais...)

Je Vois la Vie en Vert disse...

Desculpa-me, Maria, por não concordares contigo.
Não tenho pena nenhuma dos agressores e não há violência nenhuma que se justifica.
Um gesto de violência como uma bofetada ainda eventualmente pode ser desculpada mas continuar ?????

E porquê tentar sempre encontrar desculpas para esta violência ? Vida dura num meio social baixo ? Os pais deste meninos fartaram-se de trabalhar provavelmente para eles não fazerem nada, passearem, estragarem, roubarem, assaltarem, telefonarem com os seus valiosos telemóveis...para se juntarem para fazer disturbios !

Tiveram violência em casa ? Mais uma razão para detestá-la !

Miséria ? A miséria não justifica a violência gratuita !

Quantos aos seguranças, isto foi filmado por uma cãmara. Quando chegaram ao local, se calhar já tinha acabado a cena e mesmo se estivessem presentes, o que podiam fazer face a tantos homens violentes ? Apanharem também violência ou serem castigados, ELES, mais tarde com processos por terem usados alguma arma ? Pessoas já morreram por terem tido intervenção em lutas destas e ninguém fala nisso !

Tu, Maria, o que tinhas feito ?

Estas crianças e adultos que violentaram o filho da Lisa têm desculpas ? Aproveitarem-se da fraqueza de outro tem desculpa ???? São crianças e adultos de meio social normal, a Lisa pode confirmá-lo. Não eduquei os meus filhos desta maneira pelo contrário, sempre ajudar e apoiar os mais fracos era o que lhes ensinei.

Fico aqui porque não consigo entender.

Verdinha

Paula Raposo disse...

Um dos meus filhos esteve hospitalizado, bem amachucado por 3 outros que o atacaram uma noite em Agosto de 2007. Mas, não ponho as mãos no fogo por ninguém, nem por quem foi educado por mim...Beijos.

Je Vois la Vie en Vert disse...

A minha filha também foi agredida em pleno dia por 3 rapazes que lhe partiram o nariz e ainda está com as marcas desta agressão sem saber o motivo desta ...
Não respondeu à agressão nem se vingou noutros por esta razão.
Auto-defesa, talvez, mas vingança ou agressão gratuita : por isso ponho as minhas maos no fogo, querida amiga Paula.

Beijinhos

Parisiense disse...

Nada justifica violência, seja ela de que forma for e muito menos assim.
Vi o vídeo até ao fim , mas nem imaginas como fiquei...não consigo conceber que o homem faça isso...

O Vídeo é de 2008, será que quem o fez e quem assistiu sem nada fazer já está a pagar????
Senão pela justiça do homem que pague nesta vida pela justiça de Deus.
Que sofra na pele o que fez sofrer ... todos eles.

Doi-me ver estas imagens, doí mesmo muito.

Beijinhos

Maria disse...

Je vois la vie en vert:
Não tens de que pedir desculpa. Devo-me ter expressado mal. É claro que não concordo com a forma de proceder dos agressores e toda a minha simpatia vai para o agredido. O que eu quis dizer, foi que a sociedade em que infelizmente vivemos, tem a maioria da culpa de acontecerem casos como este, que são cada vez mais frequentes e graves. A falta de instituições para jovens violentos, ou pior, a sua ineficácia, levam a isto. Fazem a primeira, levam uma pena leve e ninguém os ajuda ou lhes mostra o caminho a seguir. Voltam para a rua piores do que entraram. Por isso, eu digo que tenho pena deles.
Houve um padre, um homem muito bom, chamado Américo, que dizia que "não há rapazes maus". Fundou uma Obra "Os Gaiatos", onde eram recolhidos rapazes da rua, que lá se fizeram homens úteis, com uma profissão, trabalhadores, bons pais. Essa Obra ainda existe, mas está diferente. O Pai Américo morreu atropelado, a obra nunca mais foi a mesma. Nos locais onde hoje são recolhidos os delinquentes juvenis, só os usam e abusam e quando de lá saem, vêm piores do que quando entraram.
Desculpa, peço-te eu, por te ter chocado. Não era essa a minha intenção. Espero agora ter-me expelicado melhor.
Um beijinho

Anónimo disse...

Seve disse....

Mas qual justiça......

Quando Fidel Castro fez a revolução os primeiros "artistas" que enviou de barco para Miami foram os advogados e os médicos, essa elite de parasitas e vampiros que enxameiam a sociedade.

Vejam como eles querem derrubar o actual bastonário MARINHO PINTO, porque lhes quer dar cabo da quinta.......

Eleito democraticamente....mas essa da democracia é conforme as conveniências, meus amigos.....conversa da treta...

Je Vois la Vie en Vert disse...

Querida Maria,

Face à dor, à miséria, à injustiça, à violência de seja quem for, fico sempre perturbada, inapta, tristíssima, revoltada mas nunca a pensar na violência !

Um beijinho para ti também, Maria !

Laura disse...

A Neide foi campeã nacional de taekwondo aos 14 anos...só parou porque teve de estudar, entrou aos 17 no primeiro ano de Biologia aplicada...foi aprender essa arte marcial, mais kicboxing, e auto defesa...porque 3 rapazes se metram com ela, ia ela a cmainho do ginásio, na mão levava o pão que ia a comer, um deles, mais afoito chega-se a ela, pede-lhe o pão, ela diz que tem fome, ia para o ginásio, eram 18 horas e só ia para casa pelas 20...omas ela pensou que ele tinha mesmo fome, ia dividir ao meio e disse-lhe, dou-te metade, ele paroveitou e foi em direção ao seio dela, só que, teve pouca sorte, a mão elevou-se no ar, desviou-lhe o braço dele e com a outra catrap´zzzz deu-lhe tamanho estalo que ele gritou de dor e desataram os 3 a correr para nunca mais os ver...o pão, achoq ue foi ao chão, mas, feliz e assim continuou para que ninguém mais lhe fizesse aquilo...remédio santo, não tem medo deles...e teve sorte também..e os emus filhos, pelos meus sim, sei como agem na rua e em presença de maus elementos, o Nuno pelo menos, na discoteca deu cabo das fuças a uns que se vangloriavam a fazer pouco de um amigo dele surdo, mudo...veio com a cmaisa nova rasgada do colarinho até abaixo...eu arranjeia e nem se notava nada, mas, eles levaram para aprenderem a respeitar os outros..ele tem 1,85 ou mais...e pesava 78 kilos, umas pernas e uns braços...mas, agora é magro muito mais magro..e claro que são contra a violência, se são...
Há que educar os nossos, e muitas mães nem ligam a isso, têm mais que fazer..Um xi a todas, da laura..

Anónimo disse...

E depois, ás vezes... Lá se dá mais uma revolta nos Bairros chamados de "Risco" porque alguem sucumbiu numa noite de crime.. Nem interessa se andava nessa vida à anos, Coitados.. revoltam-se com justiça, dizem alguns cobardes.. e continuo a assitir ao silencio daqueles que vivem, esses sim, em "Risco" nos mesmos Bairros Sociais, mais os que vivem fora deles..

Fosse esta pessoa meu filho, com os valores que sempre transmiti, que os que conseguisse identificar e apanhar, seriam abatidos a tiro!!

Pantas