29 de outubro de 2008

Amigos


Escolho os meus amigos não pela pele ou por outro arquétipo qualquer, mas pela pupila.
Têm que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.
A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos.
Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo. Deles não quero resposta, quero o meu avesso.
Que me tragam dúvidas e angústias e aguentem o que há de pior em mim.
Para isso, só sendo louco.
Quero-os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças.
Escolho os meus amigos pela cara lavada e pela alma exposta. Não quero só o ombro ou o colo, quero também a sua maior alegria.
Amigo que não ri connosco não sabe sofrer connosco.
Os meus amigos são todos assim: metade disparate, metade seriedade. Não quero risos previsíveis nem choros piedosos. Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade a sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça. Não quero amigos adultos, nem chatos.
Quero-os metade infância e outra metade velhice. Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa.
Tenho amigos para saber quem eu sou. Pois vendo-os loucos e santos, tolos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que a normalidade é uma ilusão imbecil e estéril.

Oscar Wilde

12 comentários:

Anónimo disse...

kim!
Sem querer ser pretenciosa, acho que se sou assim como descreves, posso ser tua amiga e você meu amigo!
Meu amigo "Maluco Beleza" te quero muito bem, assim com o meio anjo, meio criança, meio ... "Maluco Beleza" do JC que indiretamente nos apresentou.

SPUK

Anónimo disse...

Enquanto lia, ia vendo, o ser humano, que és. Com as palavras de Oscar Wild, definiste-te.
Obrigaga Kim, por mais esta lição
Maria2

Anónimo disse...

Um dia pediste-me um desenho. Levantei o pulgar, abri os braços e do peito todo fiz um coração. Rasguei-lhe o sorriso e escrevi " para sempre ". Há bonecos que têm a marca da amizade. Como uma tatuagem em nós.
Abraço :)
jc/.

Parisiense disse...

Eu até ia dizer que tu estavas tão filosofo.......mas vi que no fim dizia Oscar Wild......hahahhahah

Mas eu tenho um pouco de louca e seria, de criança e adulta......só me falta mesmo a velhice....ahahhhaha

Beijokitas

O Bicho disse...

Ora bem, por isso mesmo, cá estamos nós!

Verdinha disse...

Sou um pouco assim... é por isso que tive o prazer de ler no teu último comentário "ma belle amie" ?
Merci pour cette marque d'amitié, cher ami Kim !
Aujourd'hui tu mérites des bisous rouges !!!

Anónimo disse...

Bonito,Um Grande Abraço.
O.R.

Anónimo disse...

Eu sei que sim...

Um beijinho

Isabel

jrom disse...

Dum amigo como o kim basta ousar.
Só não sei nada de pedidos loucos.
Acho que é singular e sempre tenho contado com ele, acho que tenho muita sorte.

carla mar disse...

Mal nos conhecemos
Inaugurámos a palavra “amigo”.



“Amigo” é um sorriso
De boca em boca,
Um olhar bem limpo,
Uma casa, mesmo modesta, que se oferece,
Um coração pronto a pulsar
Na nossa mão!



“Amigo” (recordam-se, vocês aí,
Escrupulosos detritos?)
“Amigo” é o contrário de inimigo!
“Amigo” é o erro corrigido,



Não o erro perseguido, explorado,
É a verdade partilhada, praticada.



“Amigo” é a solidão derrotada!


“Amigo” é uma grande tarefa,
Um trabalho sem fim,
Um espaço útil, um tempo fértil,
“Amigo” vai ser, é já uma grande festa!


Alexandre O’Neill, in No Reino da Dinamarca

... o que é que queres que te diga?
hoje não digo. tu sabes :)

Beijo meu

BLOGADOR disse...

Eu sei que o Quim vai já dizer que eu sou amigo. Mas eu defino-me na classe de conhecidos (porque para amigo é preciso tempo) questionadores, inquietantes, adultos e chatos (porque abordam os problemas reais). Mas espero vir a ter valor suficiente para poder ser considerado como elemento que adiciona valor a este magnífico grupo de excelsas pessoas.
Bom fim-de-semana e abraço a toda/os.

Anónimo disse...

Kim:
Tenho andado a mudar de "casa". Fico no mesmo "bairro" que vocês.
Estou farta das complicações da outra: Fotografias que desaparecem e voltam a aparecer, textos truncados, problemas com a letra. Logo que, tenha a morada certa, mando-te. Mudo de "casa", mas os amigos, não os quero trocar.
Já me são muito queridos, para os deixar.
Beijinho
Maria2