14 de fevereiro de 2008

Dia de São Valentim


À Carla Mar, - a eterna apaixonada, aqui sempre presente!

Pensei seriamente não escrever nada sobre o Dia dos Namorados, sob pena de correr o risco das minhas amigas não me perdoarem a falta de romantismo, já que sou um alimentador e devorador de sonhos., mas …
Não acho piada nenhuma a este dia, pois não passa de mais um pretexto consumista, para as pessoas que, num dia se amam e o proclamam publicamente, e nos restantes usam e abusam de violência física e verbal.
Aos namorados eternos, que felizmente ainda existem, sem fantochadas, a minha admiração.

A origem deste dia, remonta à Roma antiga.
O dia 14 de Fevereiro, foi até 1969, ano em que cheguei a Paris e me apaixonei, apenas o Dia de S.Valentim. Nunca tinha havido dia dos namoradps. Depois disso, os interesses comerciais fizeram o resto.
Há varias versões sobre os vários Valentins que a história comporta. Terei de perguntar ao Prof Hermano Saraiva, a sua opinião.
Uma, diz que, neste dia se celebrava uma festa em homenagem a Juno, deusa da fertilidade e do casamento, onde os rapazes tiravam à sorte duma caixa, o nome da rapariga que viria a ser a sua companheira durante a duração das festividades, normalmente um mês.
Isto aconteceu apenas até ao dia em que o Papa Gelásio I decidiu instituir o dia 14 como o dia de S.Valentim, para que a a celebração cristã absorvesse o paganismo da data.

Outra versão, diz que o imperador romano Claudio II proibiu os casamentos com o argumento de que os rapazes solteiros e sem laços familiares, eram melhores soldados. Valentim terá ignorado as ordens e continuado a fazer casamentos em segredo a jovens que o procuravam. Então, Valentim foi preso e executado no dia 14 de Fevereiro,

Uma outra lenda diz que, o padre católico Valentim, se recusou a converter à religião de Claudio II, e este mandou prendê-lo. Na prisão, Valentim apaixonou-se pela filha do carcereiro que o visitava regularmente, a quem terá deixado um bilhete assinando: “Do teu Valentim” antes da sua execução,

No seminário aprendi que, Valentim era um dos ministros do senado e padre e que, contra a vontade do imperador, que queria homens para a guerra, decidiu realizar casamentos em segredo.
Um dia, o pior aconteceu. Os guardas apareceram e, apesar do casal ter conseguido fugir, São Valentim foi apanhado e condenado à morte.
Na prisão, recebeu várias visitas de jovens que lhe deixavam flores e cartas dizendo que acreditavam no Amor.

Desde esse dia, todos os anos, os namorados, enamorados, amantes e casados trocam mensagens de Amor.
É O DIA DE SÃO VALENTIM. -. HOJE, DIA DOS NAMORADOS

13 comentários:

Anónimo disse...

Estar apaixonado é um estado de graça.
Um estado que deveria, no meu entender ser cozinhado todos os dias e mais ainda… (tantas vezes aos fins de semana).
Para a Carla, um beijinho e que continue sempre em estado de graça, porque o amar e ser amado é o melhor do mundo.

Uma nota: Gosto de namorar este Blogue....

Isabel

Anónimo disse...

Apesar de aqui no Brasil, o dia dos namorados ser comemorar em 12 de junho em homenagem a Santo Antônio, o santo casamenteiro; a versão do padre que fazia os casamentos em segredos é a que conhecia e acreditava.

Ao contrario do JC, gosto da comemoração da data, apesar de concordar com o Mestre KIM, que é um dia puramente comercial, marketing, e que de nada adianta as pessoas que, num dia se amam e o proclamam publicamente, e nos restantes usam e abusam de violência física e verbal, mas gosto da comemoração.

Anónimo disse...

Esqueci de assinar.

SPUK

Anónimo disse...

Apesar de aqui no Brasil, o dia dos namorados ser comemorar em 12 de junho em homenagem a Santo Antônio, o santo casamenteiro; a versão do padre que fazia os casamentos em segredos é a que conhecia e acreditava.

Ao contrario do JC, gosto da comemoração da data, apesar de concordar com o Mestre KIM, que é um dia puramente comercial, marketing, e que de nada adianta as pessoas que, num dia se amam e o proclamam publicamente, e nos restantes usam e abusam de violência física e verbal, mas gosto da comemoração.

SPUK

Anónimo disse...

Bom fim de semana com muito amor!
Grande abraço.
Cristina

Anónimo disse...

E um santo comercial,mas tem a sua graça.
Não estou apaixonada o dia a mim diz muito pouco.,
Para a Carla que admiro muito, e é uma mulher com muita Força,e muito Apaixonada, um beijão.
Alguns sabem que somos amigas há muito tempo.......
bjinhos para todos e namorem todo o ano
bela

carla mar disse...

Obrigada, Kim... pelo miminho.
Hoje, há sorrisos e beijinhos doces...hoje o AMOR está comigo!
7 meses, depois, consegui uma tarde com o Martim e a Mariana.
O Diogo, jantou comigo ontem.
Sei, que este drama está longe de chegar ao fim... é uma luta cruel.


...APAIXONADA?!... Tu sabes!
O AMOR é sempre que um homem e uma mulher quiserem... haja vontade :)


Beijinhos, para todas\os.


PS: quando voltar sózinha, p o estoril... respondo ao teu e-mail.

carla mar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

O Dia de São Valentim,devia ser todos os dias,distribuir afectos diários faz bem a toda a gente,e quem é que não gosta de mimos?Até os animais gostam, de uma festa,de brincarmos com eles,enfim é um compartilhar de sentimentos e momentos.
Á Carla,não há palavras suficientes no dicionário,para descreve-la,desde:Boa Mãe,Simpática,Lutadora,Inteligente........apaixonada pela vida,amor,e pelos bons momentos,contudo a sua timidez revela-se.......e mais não digo,senão......
Beijinhos e força que ,a procisão ainda vai no adro,mas também quem ri por último,ri melhor.Não te preocupes que tudo ha-de correr bem,não desanimes.Que todos os girassois te sorriem sempre,que bem mereçes.

Anónimo disse...

Um Abraço Linda,
P.Xavier

Anónimo disse...

Neste dia de S. Valentim
Escrevem-se lindas cartas,
Onde se relata o que sentimos.
Relembramos sonhos de crianças,
O que significa que ainda precisamos de mimos.

Não sinto que seja o dia do amor,
Apenas o "dia" e a força de um gesto consumista e mesquinho... porque em todos os outros dias, também, procuramos sem excepção sentimentos fortes e muito carinho.

Deixo ainda aqui outra versão; vários poetas medievais europeus enalteceram o florescimento do amor nessa data, lembrando que é quando os pássaros começam a formar casais no hemisfério norte. Isso alimentou as versões segundo as quais se tratava de um santo vinculado ao amor romantico.
L.F.

Anónimo disse...

Um beijo p ti.
LK

Anónimo disse...

Na realidade estou mesmo a ficar velha,nestas coisa do amor, nem dei que era dia 14,os dias estao a ficar todos iguais .Ainda estou a ver quando me aparece um grande amor,qualquer dia nem sentada de tão velha que estarei,mas,mesmo assim quero dizer que o amor também se encontra na amizade,mas azar o meu, aqueles que eu mais gostava já partiram, estou a ficar completamente só,dizem que é sorte por estar viva,mas não estarei a morrer lentamente sem ter aqueles onde me refugiava quando precisava de colo.beijinhos para todos e sejam felizes. Maria Zé