13 de janeiro de 2008

Gostei!






O cozinheiro Sarmento, com o chapéu (do JC) à la mode!
O anfitrião da noite a presentear amigos com o néctar dos Deuses!
O Cavalinha, completamente rendido aos dotes teatrais do Júlio.
A família do António Luis, a mimar o Pessoal da Porcalhota.
Até o bagaço era óptimo.
Francamente, gostámos!

9 comentários:

Anónimo disse...

O Sarmento é um "velho carpinteiro de teatro". Andou pelos Monumentais e Marias Vitórias. Reformou-se e está dedicado ao "petisco" com grande êxito. Gostei de falar com ele desses tempos.
O António Luis e familia são gente fantástica. Grande anfitrião.
Agora, desculpem os outros, o grande mestre de cerimónias é o Cavalinha! A genica dos seus 83 anos faz inveja ao mais jovem de nós. Come, bebe, fala p'los cotovelos e tem um grande sentido de humor. Quero voltar a encontrá-lo. Disse-me, com lágrimas nos olhos, uma frase muito interessante: "estou viúvo há 15 anos e desde aí vivo com a televisão". Sabia mais de mim - do eu. :)
Obrigado Quim...e a todos/as por estes belos nacos de vida.
jc/.

Anónimo disse...

Tanto mimo!!
Por certo mereciam.
Mas não abusem...

Isabel

jota cê disse...

Uma coisa muito importante.
As boas contas fazem os bons amigos.
Temos de fazer contas. Era assim que estava combinado.
jc/.

Rogério disse...

Bonito também GOSTEI Muuuuuiiiito.
Grande Abraço para eles
e bj para elas

jroma disse...

Malta eu enganei-me.
postei no dia 11/01/08.
"Não me obriguem a vir para a rua gritar".
Acho que esta frase também não é daqui!Ah! já sei!
Não me obriguem a escrever outra vez!
Olha já agora:"venham mais cinco numa assentado só".
Bem! vou parar!EStá lá um errozito , mas é marketing

BLOGADOR disse...

Reconhecimento!
É talvez um dos factores mais importantes na vida de todo o ser humano, depois da satisfação das necessidades básicas de sobrevivência. Seja o reconhecimento por um trabalho efectuado, por uma carreira, por um livro escrito, etc. Ou pelo encontro com uma figura pública.
"Ólha-me este malandro! Vejo-o todos os dias na televisão e agora está-me aqui! Epá dá cá um abraço!". Dizia o Cavalinha com uns olhos esbugalhados e luzidios (parecendo que este era o momento mais importante da sua longa vida de 83 anos), como que a dizer "Vejam como eu sou importante, eu que vejo esta figura célebre todos os dias na TV e que me está aqui a dar um abraço!". Foi consternante!
Outra celebridade provavelmente não teria a humildade, mas o JC manteve-se ao lado do Cavalinha durante todo o jantar, numa mesa separada do restante Pessoal da Porcalhota, privando-se do convívio com "o seu pessoal".
Pode ter sacrificado um pouco da sua paciência, mas na certeza porém, a verdade é que deixou um idoso feliz da vida e não defraudou aquele sentimento de proximidade e carinho que os telespectadores sentem pelos actores/personagens que servem de companhia (por vezes única) no seu dia-a-dia.
Vivam o JC e o Cavalinha!

Anónimo disse...

JC você não me surpreende és realmente essa pessoa maravilhosa que o blogador fala.

Júlio!
Continue sempre assim, não perca nunca esta espontaniedade, simplicidade, humanidade e o bom humor maravilhoso,que te é peculiar, e principalmente essa amizade desinteressada.

Beijos em teu coração!

SPUK

Anónimo disse...

Fiquei feliz, por tudo ter corrido bem.
É tão bom reencontrar pessoas que passaram pela nossa vida.
Quanto ao Julio não me surpreendeu, não esperava outra coisa, tem dias que o vejo..... bjinhos p todos
bela

Antonio Pedro Claro disse...

Foi um prazer repartir a lebre e a sopa de peixe, nao esquecendo o vinho , que este ano nos saiu muito bem, com gente simpatica e agradavel como voces. Todo o grupo e fantastico.

So tive pena de nao ver mais fotos.