29 de agosto de 2007

Liberty Bell


Um amante da LIBERDADE, não podia deixar de visitar este ex-libris de Filadélfia.


O Sino da Liberdade (Liberty Bell), localizado na cidade de Filadélfia, no Estado da Pensilvânia, é um sino americano de grande significado histórico.
É um dos mais notáveis símbolos da Revolução Americana e da Guerra da Independência e
tornou-se um ícone internacional da liberdade.
O seu mais famoso toque aconteceu em 8 de Julho de 1776, convocando os cidadãos de Filadélfia para a leitura da Declaração de Independência dos Estados Unidos da América.

6 comentários:

Anónimo disse...

Filadelfia, um bom sitio para se visitar, e vc tem um anfitrião.
Dever ser uma maravilha viajar em companhia do filho;

SPUK

Anónimo disse...

População sem seguro de saúde subiu para 47 milhões
EUA tinham 36,5 milhões de pessoas na pobreza em 2006
28.08.2007 - 22h11 Lusa, PUBLICO.PT


Quase um habitante em cada oito, nos Estados Unidos da América, vivia abaixo do limite da pobreza, isto é 36,5 milhões de pessoas em 2006, para além de 47 milhões não terem seguro de saúde, revelou o inquérito anual do Gabinete de Recenseamento do país, publicado hoje

"Extracto de artigo publicado no Público"
O outro lado do "paraiso"
xl

KIM disse...

Tudo isso é verdade meu querido XL, mas também te posso garantir que, aqui, só não trabalha quem não quer. E tanto assim é que, de toda a parte do mundo, todos os dias, chegam novos emigrantes que arranjam trabalho.
Há efectivamente, sobretudo nas grandes cidades, muita pobreza e muitos sem abrigo.Algumas até me pareceram, sequelas do Vietname.
Por acaso em Filadélfia até foi a cidade em que mais verifiquei isso.
Como sabes XL, conheço alguns países da ex-cortina de ferro e garanto-te que lá, a pobreza tem o mesmo nome.
A grande diferença que sempre encontrei foi que - nos países denominados capitalistas, é-se pobre, em liberdade. Nos "outros", é-se pobre, agrilhoado.
O seguro de saúde é o calcanhar de Aquiles. De facto, quem o não tiver, tem de morrer devagar, como em Portugal. Por exemplo, o seguro de saúde do Bruno e da mulher, custa 1.200 dólares (900 €) por mês (só têm 33 anos - se fosse para mim, nem faço idéia quanto custaria).
XL, agrada-me essa tua revolta e espero que esse grito lancinante, seja ouvido em todo o mundo e faça eco na mente de todos os homens.

Rui Salvador disse...

Caros Quim e Bruno.
Será que dá para pedir emprestado ao Mayor de Filadélfia esse Sino da Liberdade?
Era só para mostar às nossas chefias militares e ao Governo.
Abraço e boas férias.

Anónimo disse...

Podiam exportar o sino p'ró Iraque.
Aquela malta esta farta de querer a Independencia...e as tropas de ocupação nunca mais se vão embora.
Vem ouvir o sino da igreja da Chança, pá!!!
:)
abraço jc.

Anónimo disse...

O que é a independência? Sinos? Então o carrilhão de Mafra não chega?Para mim esse nome é igual a Norte, Sul, Este e Oeste mas nada significa