2 de agosto de 2007

O Obcecado

Severino, sempre atrás de mim e ... desconfiado!


Talvez estivesse a decorrer o ano de 1967.
A noite era fria e não muito convidativa a sair de casa. Mesmo assim aceitei o desafio do Severino (Seve).
O filme era de suspense. Terence Stamp era o actor principal.. O Obcecado – era o título do filme.
Já não me lembro bem da “estória” mas o filme era de verdadeiro suspense e a cadeira colava-se-nos ao corpo.
O já defunto cinema Lido da Amadora, estava mais ou menos bem recheado de espectadores. Na época, não havia muitas hipóteses de diversão. Ir ver um filme era como ir dar uma volta ao Apolo 70 e regressar com o sentido da diversão cumprida.
Naquela noite, o filme, com cores fortes e escuras, esmagava-nos contra a cadeira. Chovia intensamente. O actor encontrava-se no cemitério, munido duma pá, em busca duma dúvida perdida.
O Seve, nem pestanejava e o ecrã era grande demais para albergar o seu medo.
De repente, lembrei-me que tinha uma coisa para lhe dar e na maior das calmas, tirei do bolso uma folha de papel A4, dobrada em várias partes. Bati-lhe na perna e disse-lhe:
- Tinha aqui isto para ti e já me esquecia. Guarda-a e abre só quando terminar o filme.
Sabendo eu que a curiosidade mata o homem, só me restou esperar e aguardar.
O filme continuava a aterrar-nos e comecei a notar que a impaciência do Seve era enorme para saber o que estava naquela folha. Sorrateiramente foi, aos poucos, desdobrando a folha até que ……. Trrrrááá´… táááá tátá tá tátátátá.
Deu um salto da cadeira, ele e outros tantos que ao menor sinal triplicam o temor.
Eu … ria a bandeiras despregadas. Dentro do papel estava um elástico, várias vezes enrolado sobre si mesmo e agarrado a um clips. Ao desdobrar a folha o elástico desenrolou-se e o clips começou a bater fortemente na folha seca, provocando um barulho suficiente para um enfarte de miocárdio.
Para quem assistia a um filme de terror, convenhamos que não foi um bom momento.
Seve, deu um grito e um salto em simultâneo, e todas as cenas seguintes lhe meteram medo. Ainda hoje tem receio de mim.
Kim, voltara a atacar!

9 comentários:

Anónimo disse...

KIM!

Fico a imaginar como deveria ser mesmo uma caixinha se surpresa sair com voçê.

Por hora divertido, por hora assustador, mas acreddito que sempre uma boa companhia.

SPUK

sendyourlove disse...

imparável...
Adoro as tuas histórias!

Anónimo disse...

Como sempre as mulheres não te largam apesar de não te conhecerem.Estou com a SPUK deve de ser uma caixinha de surpresas saír contigo deves de ter uma lábia que a idade não modificou apenas melhorou a técnica,e acho que deves de estar um perito neste assunto de mulheres,é bom termos adrenalina para que os nossos dias não fiquem tristes e sem graça.Beijinhos da Maria

carla mar disse...

passei para te dizer:
- 100% viciada no ÁS VEZES!

... os homens?
- quando usados (60), são bibliotecas que apetece descobrir.SEMPRE.

beijoka ;)

Anónimo disse...

Ás vezes, muitas vezes e tantas vezes gosto de o ler...

Ás vezes sorrio
Muitas vezes imagino o momento
Tantas vezes sorrio outra vez...

Muitas e tantas páginas de vida, onde aprendo, reflito e sorrio outra vez...

I.R.

Anónimo disse...

INOLVIDÁVEL!

Foram estes (e outros) momentos que fizeram (e fazem) da nossa juventude um encanto!

E temos tantas histórias destas (e doutras)!!!

E lá estamos nós, com 13/14 anos (os dois) na Praia da Torre, aonde tantas outras histórias felizes vivemos.

Seve

Nota:-"O OBCECADO" um filme notável, baseado no livro "O COLECCIONADOR" do escritor britânico John Fowles (publicado na colecção de Ficção Científica da Editorial Caminho).

sendyourlove disse...

...não sei se é lindo...mas aqui o Dom Ruan é que é perito...andou triste sim, mas a alegria voltou...
Estou a aprender a viver, a tentar deixar de ter peninha de mim e fazer-me à vida...chega de pensar nos outros, agora chegou a minha vez! Quem sabe fazer as loucuras que deveria ter feito na adolescencia...mas estava demasiado ocupada a brincar às casinhas e a imitar a vidinha da mamã...
lol...enlouqueci mas acho que nunca estive tão lucida como agora!
Queria-te agradecer a força que me tens dado...
Beijos gordos.

O Bicho disse...

WELCOME BACK, "sendyourlove"!

O Bicho disse...

oh KIM, não te esqueças de contar um dia destes as "partidinhas" na Praia da Torre, como por exemplo a d'As Cerejas do Camacho.