20 de setembro de 2009

Tabuaço - sempre!



... Ainda iremos todos ao Moinho das Poldras passar um belo fim de semana, visitar o Jardim da Dona Rosa e fazer um pic-nic à sombra dos amieiros do Távora. Viajaremos pelas vinhas e caves do Douro e no final do dia comeremos um bacalhau na telha com migas no Tábua d'Aço, e acabaremos a noite no Quelha-Funda...

Já fomos!
Foi o exorcizar de fantasmas malquistos que o futuro se encarregará de perdurar.
Foi uma jornada repleta de olhares por legados que a história deixou e pelo ego de cada um.
Foi a descoberta colectiva, plena de surpresas bem positivas que nem sempre acontecem
Foi uma espécie de reencontro de velhos amigos que o tempo não mudou.
Não foi o diário dum paciente, triste, mau e feio em que numa réstia de sol se vê a vida em verde.
Foi um fim de semana que acontece … às vezes!

14 comentários:

mariabesuga disse...

Há-de ter sido um fim de semana que acontece... raras vezes Kim...

Bom dia
Beijinhos

Maria disse...

Kim:
Ontem à noite telefonei ao Osvaldo e à Anita. Contaram-me tudo. Eles e a nossa Laurinha, que estava feliz, muito feliz.
Fiquei muito contente por tudo ter corrido bem. Tenho uma pena enorme de lá não ter estado, mas pelos vossos relatos vou reconstituindo tudo. Para o ano, quem sabe há mais e aí não se livram de mim.
Todo o tempo pensei em vós e no que estariam a fazer. Tive saudades vossas, do Douro, o meu Douro amado. Outra vez será, se Deus quizer.
Beijinhos e mandem mais fotos.

Parisiense disse...

Que pena tive de não podser ir.....mas quem me manda pertencer a um grupo recreativo e ter de organizar caminhadas e feiras ( neste caso da fruta)!!!!!

Não podia estar dos dois lados ao mesmo tempo....mas que fiquei com muita pena, lá isso fiquei.

Bisous mon ange.

Je Vois la Vie en Vert disse...

Foi um fim de semana que perdurará na nossa memória durante
longos anos !
Dizes, e bem : "Foi uma espécie de reencontro de velhos amigos", direi também : nalguns casos, eramos amigos, conheciamo-nos muito bem, faltava só nos conhecermos fisicamente - que é o menos importante visto que conheciamo-nos já muito bem o fundo do coração de cada um. Foi a ocasião de complementar esta amizade e carinho que nutriamos já há algum tempo com beijinhos, abraços, cantos, risos...enfim um grande momento de felicidade e amizade onde todos esqueceram as dores e os problemas da vida e viveram este momento de felicidade com intensidade !

Devemos todos estes instantes ao casal amoroso Ana e Osvaldo que são de uma generosidade quase impossivel de descrever tão única é !

Beijinhos, caro amigo kim, companheiro das cantarias francesas !

Verdinha

Zé do Cão disse...

venham lá,as historias todas, minuto a minuto desse encontro.
Só assim se pode fazer uma mobilização geral.

Abraços Kim

Anónimo disse...

Fico contente por corrido tudo bem.
Tive pena não partilhar, mas haverá outros encontros e por certo será igualmente bom.

Um beijinho para todos

Isabel

Teté disse...

Bom, o vosso fim-de-semana parece ter sido divertido, mas na verdade acho que temos de esperar pelo post da Laurinha, para sabermos mais pormenores... :)))

Fica a ideia que foi um bom e alegre momento de confraternização, e isso já é óptimo!!! :D

Beijocas!

Andre Moa disse...

Caro Kim,Cara Luisa, caríssimo Luís,
irmão Kim,
foi um fim de semana de plena trasfega de amizade espontânea e cordial, onde aproveitei para afogar mágoas, dores e tudo de ruim, para só ficar a boiar à superfície uma incomensurável satisfação.
Não se iludam nem desiludam os que não puderam estar desta vez fisicamente presentes: não esperem por grandes e pormenorizados relatos. E porquê? Porque tudo o que se passou é muito difícil traduzir por palavras, só visto, só mesmo vivido. Que o julgue quem não pôde experimentá-lo, mas «melhor é experimentá-lo que julgá-lo» como já Camoões cantou e continua a ser verdade. Para mais neste caso. Um fim-de-semana que suplantou a mais optimista espectativa. o que de melhor se poderia imaginar. Pelo menos a meus olhos.E, pelos relatos que vou lendo, aos olhos de todos. E ainda falta o da Laura, a maior surpresa das surpresas. Um fenómeno da natureza.
Bem hajam.
Abreijos.
André Moa

mariabesuga disse...

Ao ler o comentário do Moa soube-me ainda mais a fim de semana e tanto.
Unanimidade consensual a todos os que estiveram presentes palas expressas palavras de cada um.
Mas diz o Moa a verdade maior. "Porque tudo o que se passou é muito difícil traduzir por palavras, só visto, só mesmo vivido"

Fantástico!...
Não estamos perdidos afinal. Há a esperança de nos reconhecermos assim em encontros de AMIGOS.

Abraço Kim
Beijinho

Laura disse...

Atã Moa? Sou uma acelga? isso é lá forma de me mostrar como um legume, ou uma leguminosa? ui... qual fenómeno, só quero ser a vossa laura, o resto é treta!...Beijinhos a todos, todinhos, e, como é bom sonhar, entrar no sonho e de repente, acordar e ver com olhos de ver que o esperado e ansiado encontro,estava a acontecer...é por isso que ainda me sinto a sonhar, nas vinhas da quinta dos Herédias...se dormi com o Conde mai'lo Visconde que me emprestaram o quarto...
Beijinhos a todos..laura.

Paula Raposo disse...

Foi com certeza um óptimo fim de semana, de comunhão de sentires. Isso é o mais importante. Beijinhos.

carla mar disse...

fico muito feliz por saber que tudo correu bem :)

beijokinha :)

mundo azul disse...

_________________________________


Nada na vida é mais gratificante, que usufruir de verdadeiras amizades!

Já passei lá na Laura e vim matar a curiosidade, também aqui...

Há fatos, realmente inesquecíveis!

Beijos de luz e o meu carinho...


___________________________________

*Lisa_B* disse...

:-) Olá Kim
Passei para dizer olá agora que voltei e reparei que se encontraram todos:-) que bom. Deixo assim beijinhos para todosssssss.