8 de setembro de 2009

Saint Maarten - o avião vai cair?





Não conheço nenhuma outra parte do mundo onde tal aconteça.
É incrível! A gente está na praia e sabe que dentro de pouco tempo um paquiderme do ar vai rasar as nossas cabeças.
Não fui eu que fiz esta filmagem (apesar de também a ter filmado) mas foi a isto que eu assisti e me atemorizou quando vi vir direito a mim um enorme avião que mais parecia não saber onde parar.
A pista começa exactamente no final da areia onde estamos deitados, apenas separados por uma pequena rua.
Este aeroporto fica situado em St Marten, pequena ilha das Caraíbas, sendo que metade da ilha é Holandesa e a outra metade Francesa. O aeroporto internacional Princesa Juliana fica na parte holandesa.
Descobri depois o seguinte:
Reza a lenda que os limites da ilha foram estabelecidos da seguinte forma: De ambos os lados um representante sairia caminhando, onde eles se encontrassem ali seria a linha divisória dos dois lados. Existe ainda uma anedota a respeito deste evento, de que o holandês saiu com uma garrafa de rum e o francês com uma de vinho, razão por que o lado francês é maior (o holandês ficou bêbado mais cedo e caminhou mais lentamente)

13 comentários:

Maria disse...

Kim:

Cheguei à Ilha Terceira ao anoitecer. Era a 1ª vez que andava de avião e tinha gostado da estreia. O pior é que o aeroporto é metido no meio de campos, onde as vaquinhas pastam e sem medo, aproximam-se da vedação. Quando o avião começou a baixar deu-me a sensação que iamos pousar em cima delas. Acho que foi a única vez que tive medo, porque adoro andar de avião. Fui do Pico para São Miguel num avião pequeno, onde as pessoas eram arrrumadas pelo peso. Nem isso me fez medo. Sobrevoei o pico do Pico, o mar e foi a vez que gostei mais de andar de avião.
Mas lá das vaquinhas tive mesmo medo.
Beijinhos

Laura disse...

Ahhh, tão deve ser por isso que Portugal ficou mais pequenininho!... E desconfio que o D. Afonso henriques devia estar com a garrafita do vinho do Douro, debaixo do albatroz de algum Mouro, enfim...

Imagina que um dia o avião, erra por metros e metros, arrasa-se tudo e!...

Ai Kim, já falta pouco para mim, já falta pouco para Domingo...
Um abraço, feliz, da laura.

Anónimo disse...

Mestre KIM,

É assim em quase todas as ilhas do Caribe, eu mesmo tive essa sensação, em Aruba, tanto quanto bahista quanto passageira.

Mas, o ano passado, também vi algo semelhante em Elat, em Israel, só que não era próximo a praia e sim ruas movimentadas, sem qualquer proteção apenas uma cerquinha.

Spuk

mariabesuga disse...

Aterrando em Bombaim, à noite, tudo em volta são barracas mesmo até ao lado do espaço do aeroporto. Lá de cima é só o que se vê e parece que se vai aterrar ali em cima até porque a príncipio nem se percebe que são barracas com gente dentro, muita gente. Dali, de táxi, àquela hora tardia é outra odisseia mas isso são outras estórias que nada têm a ver com aterragens, não de aviões...

O rolo no estõmago vem quando se faz o voo dali para Goa num avião com ventoinhas à frente e que dança o tempo todo...

Neste vídeo que nos deixas parece aterrorizante estar ali debaixo do aterrar dos aviões...

Beijinhos
Dia Feliz

Kim disse...

MARIA - só vi o Pico de longe. Não atravessei o canal, mas fiquei com curiosidade.
LAURA - D.Afonso Henriques deve ter utilizado o vinho do Porto para retardar os mouros. E conseguiu!
SPUK - A pista do aeroporto de Aruba é bem maior que a de St Maaarten. Conheço quase todas as ilhas das Caraíbas e acho que esta é a mais pequena de todas. E aqui só para nós acho que Aruba é a mais feia ilha das Caraíbas. Parece um deserto e não uma ilha.
MARIA BESUGA - Não conheço Bombaim, mas parece que não deve ser muito diferente do nosso aeroporto de Lisboa.

mariabesuga disse...

É um cadinho parecido com o de Lisbos sim, Kim... elevado à milésima potência...
;)
beijinhos

Kim disse...

MARIABESUGA - Eu referia-me à aterragem no meio da urbe, não´à cidade em si que óbviamente é bem mais pequena e ... limpa.

Parisiense disse...

Impresionante sem duvida.
Também não conheço nenhuma pista tão curta. Já a da Madeira me fazia impressão, então essa era para eu ficar mesmo aterrosizada.

O que não se aprende no teu cantinho.
Bisous mon ange.

Laura disse...

Pô, agora com calma vi o video, e, apre, aquilo qualquer dia passa a ser barbearia do povo, será cada corte de cabelo, já que o pessoal (menos os carecas) ficam de cabelos em pé e assim, zás, é só passar a maquineta, digo, o avião, puxa, nem sei como conseguem aceitar as coisas assim...xiça...beijinho, abraço e só mais uns diazinhos...prepara-te para baixar vezes sem conta, é que eu não chego a ti...

Laura disse...

Esqueci de dizer, no comentário que fiz, acima, que o baixares-te é para me abraçares, não vão começar a imaginar ehhhhhhh, mas que riso, fez-me bem o exercicio do dia, todo o dia...na cozinha..beijinhos.

Pipinha disse...

Olá Kim,
Bem, vai lá vai! Impressionante mesmo! Se não houver atenção leva-se com o avião na cabeça!! Ehehe.
O aeroporto mais pequeno que conheço pessoalmente, e que me aterrorizou, foi o da Madeira. Viajei para lá ainda a pista não tinha sido aumentada, que sufoco que foi! Mas esse deve ser bem pior!
Obrigada pela sua visita ao Diário das Minhas Viagens! E sim, também gosto de andar na gualderice das viagens :)
O meu blogue principal é o Partilha de Emoções II, se desejar continuar a visitar-me.
Boa semana com paz e alegria.
Beijinhos.

Teté disse...

Xi, pá, essa aterragem quase em cima da cabeça dos banhistas assusta qualquer um... :)

Beijocas!

ps - essa lenda está engraçada!

Fa menor disse...

Isso fez-me lembrar a aterragem na Horta... tenho sempre algum receio de ir parar ao mar.

Bjos