19 de setembro de 2007

Joaquim Cachaço




O meu amigo Joaquim Cachaço, tem algumas parecenças comigo.
Também é Quim. Tem uma paciência de santo. Dá-se bem com toda a gente. E … adora jogar à bola.
Aqui, temos uma pequena diferença – ele é bom jogador e eu não. Apesar de não me passar a bola, perdoo-lhe porque ele diz que um avançado está lá para marcar golos, não para passar bolas.
Jogou alguns anos no Estrela da Amadora e nessa altura eu chamava-lhe, Marlon Brandão, porque era parecido com um avançado do Sporting, com uma farta cabeleira, como a sua.
Fizemos grandes jogatanas e sofremos com algumas derrotas, mas isso já lá vai!
Profissionalmente, o Cachaço é docente, e todos os seus alunos, nele encontram um amigo.
É duma educação inusual.
É um amigo, a quem há muito agradeço ser meu amigo.
O Cachaço semeou um filho – O André - com quem troco dissertações sociais e humanas. A Filosofia, controla-lhe os dias.
Meu velho amigo, sportinguista ferrenho, precisava de te dizer, o quanto gosto de ti!

11 comentários:

carla mar disse...

... e eu gosto de ti :)
beijoka.

Anónimo disse...

Conservar os amigos é um dom..

Tem bons amigos porque certamente também o é.
É muito bonito perceber isso.
É dando que se recebe..

I.R.

jromano disse...

Falar do Joaquim Cachaço, para mim é sempre algo especial.Foi meu vizinho, sem mácula,comprei-lhe um carro e foi um prazer negociar com ele, utilizamos ferramentas e fizemos bricolage juntos,fomos à bola muita vez,tinha-mos lugar cativo no Sporting,confidenciamos muita conversa, joguei futebol com ele e vi o autentico fair play.Eis o homem que eu vejo como amigo.Tivera eu outra vida e procurálo-ia novamemte.Tenho pena de não estar com ele mais amiúde,mas ascircunstâncias da vida nem sempre são justas com estas situações.

Anónimo disse...

Oh Kim mas esqueceste-te de dizer que é o maior garganeiro que há a jogar à bola, não passa a bola a ninguém.

E tu, oh Zé Maria, compraste-lhe um carro mas não lhe pagaste, ou já te esqueceste........... ; sabes que o Cachaço tem vergonha de te pedir o dinheiro e aproveitaste-te disso....és uma grande mula!

Seve

sendyourlove disse...

Devo acrescentar que no tempo em que me cruzei com o stor, ele era muito cobiçado pela classe feminina lá da escola...
Era um prazer ter furos nas aulas para ver o stor e o seu porte atletico...
Enfim outras experiencias...

Beijos gordos e doces

Anónimo disse...

Aprecio imenso, o que o vosso blog retrata,a amizade e alguns tratos, que revela, algum nível educacional e os valores da vida, mas meus amigos, no melhor pano cai a nódoa

Kim disse...

Meu querido anónimo, (masculino ou feminino).
É evidente que há panos muito bons cheios de nódoas, mas o que eu aqui pretendo retratar é apenas a essência do ser. O "fundo" de cada um é que me cativa.
Todos nós somos melhores ou piores em função dum determinado ponto de vista e situação. Nem Jesus Cristo agradou a todos, sem nunca ter feito mal a ninguém.
Mas duma coisa eu tenho a certeza -se todos os homens fossem como o Cachaço, o mundo seria bem melhor.
E depois temos ainda aquele inexorável problema - as mulheres.
Tal como comenta a Sendyourlove, (que deve tê-lo reconhecido ou até foi aluna dele) as meninas do liceu derretiam-se todas quando o Stôr passava e ... um dia a casa vem abaixo.
Às vezes, é muito difícil pensar apenas com uma cabeça.
Penitencio-me desde já!

CACHAÇO disse...

Obrigado Quim pelos teus elogios.
Fiquei um pouco preocupado com a história do carro. O Ze Maria foi sempre um grande amigo e pagou-me o carro a pronto pagamento. Deu-me muto gozo continuar a ver o meu Opel ali ao pé de mim, porque nós eramos vizinhos. O carro estava muito bem estimado.
O Severino deve estar a querer vingar-se em alguém, porque o Quim é que andava sempre a pregar-lhe partidas. Quando o Zé te apanhar vais levar poucas.

Anónimo disse...

Quando falei em nódoa não me referi ao personagem em questão,o qual, passei a conhecer pelo seu comentário.
Homenagear, é um acto de respeito, pelo próximo.Sugiro,que façam uma página,para os cómicos,têm potencial e há muita procura.Os excêntricos como Mozart poderão dar azo à sua criatividade

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

A nódoa é de gordura