18 de abril de 2011

Socialismo - Explicação reacionária (?)


EXPLICAÇÃO ANTIGA *Uma experiência socialista ... em 1931.


Isto está claro como a água e sempre actual ...


Um professor de economia da universidade Texas Tech disse que raramente chumbava um aluno, mas tinha, uma vez, chumbado uma turma inteira. Esta turma em particular tinha insistido que o socialismo realmente funcionava: ninguém seria pobre e ninguém seria rico, tudo seria igualitário e "justo".

O professor então disse:

- Ok, vamos fazer uma experiência socialista nesta classe. Ao invés de dinheiro, usaremos as vossas notas dos exames." Todas as notas seriam concedidas com base na média da turma e, portanto seriam "justas". Isto quis dizer que todos receberiam as mesmas notas, o que significou que ninguém chumbaria. Isso também quis dizer, claro, que ninguém receberia 20 valores... Logo que a média dos primeiros exames foi calculada, todos receberam 12 valores. Quem estudou com dedicação ficou indignado, pois achou que merecia mais, mas os alunos que não se esforçaram ficaram muito felizes com o resultado!


Quando o segundo teste foi aplicado, os preguiçosos estudaram ainda menos - eles esperavam tirar notas boas de qualquer forma. Aqueles que tinham estudado bastante no início resolveram que também eles se deviam aproveitar da média das notas.· Portanto, agindo contra os seus principios, eles copiaram os hábitos dos preguiçosos.

· O resultado, a segunda média dos testes foi 10. Ninguém gostou.


Depois do terceiro teste, a média geral foi um 5. As notas nunca mais voltaram a patamares mais altos, mas as desavenças entre os alunos, procura de culpados e palavrões passaram a fazer parte da atmosfera das aulas daquela turma. A busca por 'justiça' dos alunos tinha sido a principal causa das reclamações,inimizades e senso de injustiça que passaram a fazer parte daquela turma. No fim de contas, ninguém queria mais estudar para beneficiar os outros. Portanto, todos os alunos chumbaram...


Para sua total surpresa. O professor explicou que a experiência socialista tinha falhado porque ela era baseada no menor esforço possível da parte de seus participantes. Preguiça e mágoas foi o seu resultado. Sempre haveria fracasso na situação a partir da qual a experiência tinha começado.

"Quando a recompensa é grande", disse, o professor, "o esforço pelo sucesso é grande, pelo menos para alguns de nós. Mas quando o governo elimina todas as recompensas ao tirar coisas dos outros sem o seu consentimento para dar a outros que não lutaram por elas, então o fracasso é inevitável. O pensamento abaixo foi escrito em 1931.


É impossível levar o pobre à prosperidade através de leis que punem os ricos pela sua prosperidade. Por cada pessoa que recebe sem trabalhar, outra pessoa tem de trabalhar recebendo menos. O governo só pode dar a alguém aquilo que tira de outro alguém. Quando metade da população descobre de que não precisa de trabalhar, pois a outra metade da população irá sustentá-la e quando esta outra metade entende que não vale mais a pena trabalhar para sustentar a primeira metade, então chegamos ao começo do fim de uma nação.


É impossível multiplicar riqueza dividindo-a. Adrian Rogers, 1931

16 comentários:

Teté disse...

Acho esta experiência muito reaccionária, mesmo, e pouco digna de um professor justo.

Do mesmo modo, também nunca acreditei que a distribuição da riqueza deva ser igualitária, embora acredite no princípio "trabalho igual, salário igual". O que não é exactamente a mesma coisa... :)

E é verdade que numa sociedade justa se deve ajudar os cidadãos mais carenciados, um pouco em detrimento dos que trabalham afincadamente - mas apoiar idosos, doentes, deficientes, famílias numerosas, etc., não significa que se incluam os simplesmente preguiçosos nesse lote de ajudas... ;)

Beijocas, Kim!

SEVE disse...

Ó amigo Kim nesta situação talvez se aplicasse mais aquilo que perfilhava o filósofo e economista inglês John Stuart Mill:-Um aluno a quem nunca é pedido algo que ele não é capaz de fazer, nunca fará aquilo de que é capaz.
Do mesmo modo também aqui não será despropositado dizer-se que será errado acreditar em cada aluno mas também será errado não acreditar em nenhum!
Mas o tempo, caro amigo, tem-nos efectivamente ensinado que o ser humano tem que se lhe diga, lá isso tem.......oh, as lições que já recebemos.....

Zé do Cão disse...

Nós podemos comparar, rectificar, protestar, podemos mesmo chamar filhos da p..., aos gastos que nos meteram neste buraco sem fundo, mas que estamos lixados até à raiz doa cabelos, isso estamos e sem possibilidade de recuos.

Aqui é que a porca torce o rabo...

Um abraço

Green Knight disse...

Quando alguém está ferido onde dói mais, é sempre no local do ferimento.
Claro que vai doer!
Em alguns mais aqui,noutros mais ali.
O facto é que os resultados são desastrosos e a vida é muito curta.
Culpas!Toda a gente as tem de assumir.Todos nós, o que gostamos mais, é de vêr e ouvir, a banda a passar.
Um abraço
jrom

Je Vois la Vie en Vert disse...

Com tantas tentativas de melhoramento (?) da vida de cada um, veio-me à mente a visão de uma pessoa a cavar um buraco para encontrar um tesouro e a mandar a terra por cima dos outros que estão fora do buraco e que acabam por ficar enterrados por baixo de toda a terra...mais ou menos como esta imagem...
e aquele que continua a cavar nem sequer conseguirá sair do buraco com ajuda porque os outros já não respiram !
mais ou menos assim...
Já começo a sufocar com tudo isso !

beijinhos
Verdinha

laura disse...

Kim,

Se todo o Homem e Mulher soubessem viver em respeito, verdade, harmonia, se todos trabalhassem para o mesmo lado, verias que não havia pobreza no mundo!a honestidade reinaria. Mas, há sempre um mas, a maioria aproveita-se do próximo para ganhar à tripa forra (mal sabem eles que quando esta vida acabar na terra, terão muito que padecer na outra)
Anseio a chegada do Novo Mundo, já falta pouco, e aí não haverá prepotência nem ninguém prejudicará o outro, porque a harmonia e a Paz vêm para ficar, e que bem vai saber este novo viver, onde quem tem amor dentro de si vai viver feliz ajudando outros a serem felizes...e onde a Verdade será senhora!

E na verdade todos temos queda para umas coisas e outros outras, meio mundo trabalha contrariado em coisas que detesta fazer, poucos são os que têm empregos onde se sintam realizados

Até lá, seja o que for continuaremos a ser empurrados espezinhados pelos que não sabem amar...

Grande abraço da laura

SEVE disse...

Ó caro amigo jrom mas quem está ferido é sempre o mesmo, vê lá, aonde esses vampiros do FMI vão mexer, vê lá se eles "mexem" nas mordomias dos mesmos de sempre...fixem, por exemplo, um tecto mas um tecto em cima não naqueles que contam os tostões, que, ao fim e ao cabo, somos nós, - não há ordenados acima de € 7.500/mês- e já era dar um passo maior que a perna, mas isso eles não fazem, e sabes porquê: -são vampiros da mesma chusma-!

Janita disse...

Olá Kim.
Grande lição este Professor deu aos seus alunos.
Para que os benefícios sejam distribuidos equitativamente é preciso que todos trabalhem igualmente.
Infelizmente o ser humano é assim:
pela lei do menor esforço.
Se o fizer de uma forma individual, ainda vá que não vá...porque quem não trabuca não manduca.
Colectivamente, é um desastre, encosta-se logo ao vizinho do lado.

Que rica ideia tiveste Kim.

Ás vezes - Uma chicotada psicológica faz falta!

Beijinhos Kim.
Janita

Green Knight disse...

A banda continua a passar, os foguetes a ribombar,vamos a correr apanhar as canas e ainda a procissão não saiu do adro.
um abraço
jrom

Anónimo disse...

Há muito tempo que não lia um texto tão reaccionário.
Para ser conservador, capitalista ultraliberal, não é obrigatório ser estúpido.
Depois de servir em diversas pastorais em sua nativa da Flórida, Rogers tornou-se o pastor sênior da Igreja Batista de Bellevue, em Memphis, Tennessee em 1972. Ele serviu no ministério 32 anos distintos, durante os quais Bellevue cresceu e se tornou uma das maiores congregações nos Estados Unidos, com mais de 29.000 membros. Ele também foi eleito três vezes presidente da Convenção Batista do Sul, a maior denominação protestante no mundo.
O Dr. Rogers esteve activamente envolvida na liderança americana e, pessoalmente, aconselhou e orou com cinco presidentes dos Estados Unidos. E teve privilégio de partilhar a plataforma com o presidente George W. Bush na Casa Branca no Dia Nacional de Oração para os Estados Unidos.

- QUANTOS POBRES SÃO PRECISOS PARA FAZER UM RICO?..........

XL

Parisiense disse...

Pois, o principio não está mal.....mas não é aplicavel de forma nenhuma.
Para isso teriamos de fazwer um "Reset" ao mundo e começar tudo de novo....:)

E nem tudo o que brilha é ouro...

Beijokitas

Maria disse...

Kim
O pricipio não está mal. O mal é todos pensarem, que podem obter a igualdade sem esforço e, encostarem-se ao trabalho dos outros. Se todos pensarem assim.
Todos aceitam os benefícios mas, ninguém faz nada. Querem é sombra e água fresca.
Ora, neste país, todos gostam de falar, de dizer mal mas, continuam a vergar a cervix perante El-Rei dinheiro. Gasta-se sem pensar, até ao último cêntimo, fazem-se dívidas por tudo e nada.
Os políticos agarram-se ao tacho e... "Ó glória de mandar! ó grã cobiça!...
Chegamos ao fundo. Com o conformismo que nos é próprio, metemos a cabeça na areia para não ver nem ouvir.
Apetece cantar alto, como Lopes Graça "Acordai!". "Os vampiros" do Zeca, continuam à solta.
Gostei da história.
Beijo
Maria

Anónimo disse...

A Troika do FMI, BCE e Comissão Europeia encontra-se hoje com as centrais sindicais para discutir as condições para a ajuda externa. Amanhã será a vez das confederações patronais. Sabe-se já que os patrões do comércio vão propor que o salário mínimo não seja atualizado para 500 euros como tinha sido acordado no objetivo definido em 2010 pelo Governo e parceiros sociais.

"É impossível multiplicar riqueza dividindo-a." Adrian Rogers,1931/2005

XL

Janita disse...

Sabes Kim?
A mim aonde me vai doer mais, com resgate ou sem, vai ser na carteira, ainda que as feridas estejam no corpo todo.

Nessa altura, ou melhor, já... que melhor alienação do que ver a banda passar, cantando coisas de amor...?
Antigamente diziam que o futebol era uma forma de alienar o Povo dos reais problemas do País.
Então agora para que será que ele serve?
Não me enganei no post, não Kim!
Vim até cá fazer-te uma visitinha e de repente...
...às vezes-dá-me pra começar a divagar...
Beijinhos meu querido Kim.

Kim disse...

Amigo XL
Aceito que este post seja reacionário, mas nem por isso deixa de ter uma vertente de real.
Tu sabes que sim, mas ...

Anónimo disse...

Amigo Kim
Isto é pura charlatanice.

XL