11 de abril de 2011

Retábulo - Adeus mundo cruel!

Não terá sido este o mote que levou o meu filhote Bruno a inspirar-se em querubins para a feitura do seu último quadro, mas terá certamente alguma conotação com a irreverência dos seus trinta e oito anos e a sonegação dum tempo de paz. Sei apenas que lhe chamou RETÁBULO. óleo e acrílico em madeira/tela 3,00 x 1,20 m

12 comentários:

Janita disse...

Olá Kim.
Que filho talentoso este teu Bruno!
Se me permites dar a minha opinião, perante a bela pintura que tenho ante os meus olhos, este será o querubim dos tempos actuais.
RETÁBULO...o Bruno sabe das coisas. Filho de peixe...
Gosto de te ver assim feliz, Kim!
Beijinhos para todos.
Janita

Teté disse...

Com a sonegação de um tempo de paz tem a ver de certeza, vivemos rodeados de violência por todos os lados...

Beijinhos, Kim, e continua a aproveitar bem a presença do teu filho junto de ti! :)

SEVE disse...

Bruno: Espectacular!

Um grande abraço

B. disse...

Ahahah, desta vez nao houve cervejada!!!! so vinhada...(estou a ficar velho)
Foi bom, soube a pouco...

Ate q enfim q o puto ja nao pinta abstracto nao e Seve? ahahaha... mais fotos do retabulo em www.b-solonely.blogspot.com

Obrigado a todos pelos votos
B.

PS: O Quim e o MAIOR!

Green Knight disse...

Sem entender como gostaria,a pintura,sinto uma sensação estranha.
Talvez por ter acompanhado, de certa maneira, o seu crescimento, me sinto mais rico como pessoa.
Também,por possuir um quadro seu,ao olhar para esta obra, faz com que eu sinta o meu património, mais valioso.
Um abraço ao Bruno e ao Kim.
jrom

Janita disse...

Para o MAIOR:
Desfruta ao máximo...!
Vou já ver o site que indicas e maravilhar-me...
Fico à espera de uma foto vossa e se possível de toda a família.
Não...Kim? Porquê?
Vai pensando...
Beijos Bruno e Kim e todos...
Janita

Anamaria disse...

um artista, dos bons, seu filho Bruno!

Maria disse...

Kim amigo
Será que a creatura teve tempo de disparar as duas armas? Visto bem o mundo em que vivemos, estamos todos com alguma vontade de fazer o mesmo. O mundo não é cruel, é louco.
Talvez o Bruno, tão novo, tenho conseguido representar toda a inquietação que nos devora.
Parabéns para ele, beijinho para ti.
PS- Põe mais coisas dele. Estou a gostar.
Maria

Laura disse...

Kim; entendo o Bruno, verdade, é que os tempos mudaram e já não temos aquela paz que sentíamos em pequenos quando tínhamos os pais a acompanhar e não precisávamos de pensar na vida, nem reparávamos na discriminação que existia, hoje, de olhos bem abertos assistimos ao paroxismo da dor que grassa pelo mundo e sentimo-nos revoltados.

Queremos paz, ansiamos por ela, este mundo já não é o nosso, e sendo assim, a maioria pensa muitas vezes que acabar com a vida tem de ser...Porque muitos se encontram em becos sem saída... e vejo cada vez mais becos nas nossas vidas.

O quadro do teu nino reflecte o que vai em muitas mentes, ou seja, já nem chega uma arma, precisamos de duas para ter coragem de mudar tudo...

Um beijinho da dolce.
(a Neide esteve em Las Vegas, agora está em Los Angeles e vai ainda para uma terra (India nem sei quê) e feliz da vida, vem a casa para a semana.

SEVE disse...

Amigo Bruno confesso a minha ignorância relativamente à pintura e ainda tenho presente quando confrontei Picasso com o facto e ele me respondeu -mas quer uma fotografia? então vá ao fotógrafo, fica melhor!

Anónimo disse...

" Oh Cristo, vem cá abaixo ver isto"... E ele veio... E a seguir é o que o Trabalho do Bruno retrata.. ;)

Pantas

Dad disse...

Fantástico, Kim!
Parabéns ao teu rapaz pela inspiração. Não sabia que era pintor e fiquei contente de conhecer mais um colega!

Muito bom!
A figura sofrida, faz-me lembrar
angustia e ao mesmo tempo desprendimento!
Gostei muito!