30 de setembro de 2008

Adiós amigas


Adiós muchachas compañeras di mi bida!

Terminou a segunda fase do calvário. Agora é só reaprender a andar e ter alguns cuidados com as limitações e sequelas que aquele estúpido acidente deixou.

Quando estamos na plena posse das nossas faculdades motoras (tal como as outras) não temos a noção das dificuldades que encontraremos se as perdermos. Foi isso que senti.
Agora fiquei mais rico, com a nova oportunidade que a vida me deu.

Gracias mis quiridas muletas!

14 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns, Kim, mais uma etapa que venceste. Cada vez admiro mais a tua maneira de enfrentar a vida e aproveitar tudo, como uma lição.
Tudo vai correr bem, amigo.
Um beijinho grande da amiga
Maria2

Anónimo disse...

Ganda JR,
isso são muito boas noticias.
Aquele Abraço
O.R.

Anónimo disse...

AÍ VALENTE!!!
ABRAÇO.
JC

Anónimo disse...

Por vezes é preciso dizer adeus para recomeçar outra vez...
Fico contente
Um beijinho para o recomeço

Isabel

jrom disse...

Sempre que deixamos algo para trás,decerto surgirão outras situações novas ,espero que sejam boas grande amigo.

Anónimo disse...

OH!!!!!!!!!!!!!
QUE BOAS NOTÍCIAS.

MAS VAIS COM CALMA, AINDA NÃO É PARA PARTICIPAR DE MARATONAS.

BEIJOS

SPUK

carla mar disse...

;)Beijo (FELIZ!)

Cristina disse...

Une très bonne nouvelle!
Votos de bom récupéraçâo!
Beinjinhos

sendyourlove disse...

mais rico e mais elegante!!!!

Parisiense disse...

Parabens amigo, fico feliz por já estares a ficar bom de todo.
Mas vê lá toma cuidado não vás precisar das muletas para te segurar os neurónios....ahahahahahah

Gros bisous

O Bicho disse...

Isso quer dizer que já te posso inscrever para me fazeres companhia no próximo dia 2 de Novembro, numa caminhada de 6 kms? Inserida na "4ª CORRIDA PELA SAÚDE", do Hospital Amadora/Sintra.

Anónimo disse...

Un pas de plus en avant,et peu a peu ``tout est oublie,tout peu s´oublier´´
Courage
En avant ``para a maratona´´

Girassol

Kim disse...

Obrigado amigo(a)s.
Sei que virão dias melhores e também aprendi que, sem esquecer o amanhã, só preciso de viver um dia de cada vez.
Não guardarei para amanhã o que posso viver hoje.
Um girassol a falar francês???!!!

Anónimo disse...

OLá amigo,fala a Maria das Caldas,desculpa de ultimamente,andar fora deste espaço,tenho andado ocupada,com umas dores danadas nas articulações dos ombros, é de ficar maluca,hoje estou melhor,mas é crónico,não tem cura.Boa noticia a de abandonares as pernas suplentes,agora só lá vais com passinhos de bébé, tipo mama dá licença, quantos passos,cuida-te,beijinhos.