11 de setembro de 2008

11 de Setembro - Um grito


(clicar em cima da foto e ler o cabeçalho)


Passaram sete anos.
O mundo não vai esquecer nunca.
Fundamentalismos, ódios, provocações e muita arrogância política, redundaram num dos maiores atentados jamais concebidos por mentes deturpadas.
No ano anterior tinha estado neste mesmo local filmando a sumptuosidade destas babilónicas torres. E ... fiquei a pensar!
Às vezes - acontece estarmos no local errado à hora errada. Não foi o meu caso, felizmente.
Às vezes – alguém consegue fotografar os olhos da tragédia.
Às vezes – o impossível acontece!

5 comentários:

Anónimo disse...

Foi um dia horrivel. Vi, em directo a segunda colisão e, já não larguei mais a televisão. A brutalidade, é das coisas que mais me repugna. Foi um dos dias mais tristes da minha já longa vida. Todo aquele horror, toda a tragédia das vidas perdidas, das outras vidas desfeitas, me ensombram as noites.
Eu, que estava no Pico, quando a terra abalou, destruiu, matou gente, que vi casa destruídas, o Faial, com um feitio diferente, de um dia para o outro, que vi igrejas sem teto, muros caídos, gente apavorada, acho que tive mais medo no 11 de Setembro. No Pico, fora a Natureza que tudo manda, mas lá, no outro lado do mundo, foi o homem contra o homem, com a maldade, o ódio que, só o homem sabe sentir. Nunca o vou esquecer. Mesmo que quizesse, não seria possivel, neste mundo onde a violência todos os dias se faz sentir.
Maria2

Cristina disse...

On ne peux pas oublier...
Elle a raison, Maria.
Beijinhos,amigo.

Anónimo disse...

KIM!
Também estive lá, não sei se 1 ou 2 anos antes, do 11 de setembro, e la voltei há 5 anos atras, e constatei o sentimento que ficou.

Magnifica foto!
Espantoso como permaneceu incólome, a retratar minutos antes da grande tragedia!


Spuk

Anónimo disse...

bela fotomontagem. estes americanos são danados pra brincadeira.

Verdinha disse...

Eu também vivi isto em directo mas sem ver porque estava num avião quando aconteceu e o piloto, amigo do meu marido, chamou-o discretamente para o cockpit depois do primeiro embate do avião dizendo-lhe "não imaginas o que aconteceu" e eles assitiram juntos ao relato do embate do segundo.
Este ódio todo é um horror !

Beijinhos verdinhos com a esperança de haver paz na terra.