22 de abril de 2008

Michel Polnareff - Ma France, mon amour!





Este puto de aspecto estranho é o tal que o J.C. tem ainda na memória.
É Michel Polnareff! É o "gajo" dos óculos! É o cantor do Love Please Love Me!
Assim foi e assim ainda é.
Havia um enorme leque de artistas que tinha meia dúzia de canções que eu adorava. Só Adamo e Brel faziam a diferença e saíam dessa matemática.
Mas, este beatnik, príncipe da música francesa, tornou-se um mito de misteriosa aparência e fragilidade humana.
Quando tudo temos, de tudo nos fartamos e talvez pensando nisso, na década de setenta, partiu para os Estados Unidos onde ficou durante uma década.
Regressou a França e a algum tempo depois acabou por cegar. Durante anos, ninguém soube que o beatnik francês estava cego.
Teve o privilégio dalguns, a sorte e dinheiro, de encontrar alguém que o operou e lhe devolveu a visão, dizimada por cataratas duplas.
Dele fica-me a ideia que vive ainda numa prisão dourada.

8 comentários:

Anónimo disse...

KIM!
NÃO CONHEÇO ESTE ARTISTA, PELA FOTO PENSEI SER UMA MULHER.

SPUK

Cristina disse...

"Je te donnerai
Tous les bateaux,
Tous les oiseaux
Tous les soleils
Toutes les roses,
Toutes les choses
Qui t'émerveillent"
Michel Polnareff, que lembrança, Kim!!!
Bisous.

Anónimo disse...

Não se faz.....
Não é bonito fazer chorar ninguém...
Este "puto" está ligado a uma fase da minha vida, muito importante, e a uma tia que já não se encontra entre nós, mais velha que eu 8 anos,companhia constante.....até eu casar.
-Muita borga para aquele tempo...
Adamo, a paixão de todas as meninas.....amava todas as suas canções..... e tantos outros que me faziam sonhar...
Obrigado
bjinhos
bela

jroma disse...

Penso que esta cançâo é de 68.
Na cidade da Beira em Moçambique, no Café Capri, vi e ouvi pela primeira vez, este artista numa máquina de meter a moeda e também difundia a imagem.
Era uma novidade,bons tempos!

Kim disse...

Polnareff deixou saudades à minha geração.
Também eu, quando o ouvi a primeira vez, pensei que era uma mulher. depois quando o vi, continuei a pensar tratar-de duma senhora.
Agora ... não sei.
Talvez uma menina, de quem gosto muito!
Olha Zé, a canção foi gravada em 1967, logo é natural que em 1968 estivesse na "berra" não só em Moçambique mas como em todo o mundo.
Petite fille de ma rue ...
Não faz mal teres chorado Bela, outros o fizeram antes de ti.

Anónimo disse...

Vocês são chorões!!! :)
Riam-se gaita!
Estas coisas são giras, levadas a rir.
A bichinha da Pornarefa, aos saltos, era tão ridicula que só dava pra rir. :)
jc/.

**Je Vois la Vie en Vert ** disse...

J'ignorais tout cela ! C'est vrai, ce sont des souvenirs de notre jeunesse. C'est donc pour cela qu'il utilisait ces grandes lunettes ! Des artistes disparaissent et on n'entend plus parler d'eux. L'autre jour j'ai revu Alain Barrière et il m'a fait pitié avec sa perruque et sa voix qui avait complètement perdu son charme. J'ai aussi parlé de France Gall dans mon ancien post sur Charles Aznavour.

Cette semaine, on fête la semaine de la terre. Donne-moi ton opinion, elle est la bienvenue !

Bisous tout verts

Anónimo disse...

Bolas, mas este MP parece mesmo uma mulher (estão lá as alças que imaginamos logo do soutiã)e com aqueles óculos só poderia contrair cataratas...porque (confesso) eu comprei uns iguais nos chineses......

Seve