30 de maio de 2011

Só por amor!

Sei bem que estava na fase madura da minha vida e não sendo ainda condor também não era propriamente ave de rapina, mas ...


Talvez tocado por Afrodite, trilhei sempre caminhos plenos de paixão, ora a dar, ora a receber. E se bem que os meus olhos apenas vissem o paraíso onde reinava essa coisa maravilhosa chamada mulher, não conseguia evitar que algumas pessoas (homens e mulheres) se fossem atravessando, tentando a sua sorte.

Foi neste contexto que certo dia, um rapazola que diariamente se debruçava á janela do primeiro andar onde morava e quase diariamente tentava acertar-me com o fulminante do seu olhar sem nunca me atingir nem sequer de raspão.

Habituado que estou, desde sempre, a tudo fazer para colmatar as necessidades de não importa quem, eis que um dia este jovem (ele teria vinte e poucos anos e eu quase quarenta) entra no meu escritório e delicadamente pediu-me se eu não me importava de lhe preencher, à maquina ou em computador, um envelope que ele pretendia enviar para uma Sexshop na Holanda.

Meio embaraçado com semelhante pedido, acedi.

Fui ao computador, escrevi o remetente e o endereço, mandei imprimir e eis que o envelope fica prontinho. Entreguei-lho e verifico que ele fica a olhar para o envelope sem nada dizer. Pergunto-lhe se está tudo bem e finalmente arranja coragem para me dizer:

- É mesmo isto que eu quero, mas se não se importa preencha-me outro e escreva o endereço um pouco mais à direita.

Perplexo com o pedido e sorrindo para dentro, fui ao computador, empurrei o texto mais para a direita e imprimi outro envelope, que lhe voltei a entregar.

Olha para o envelope, fica a olhar para mim e com gestos e linguagem próprio de quem prefere os homens em detrimento das mulheres, quase implora.

- Ai meu senhor, está óptimo mas se não o incomodasse muito pedia-lhe para puxar o endereço mais para cima.

Perante isto e a transbordar de apetência evangelista, fiquei danadinho para ver até onde é que iriam os seus pedidos. Lá fui preenchendo envelope atrás de envelope, já que havia sempre algo que não estava a seu contento, até que ao sétimo dia, aliás envelope, o seu sorriso se abriu.

- Que maravilha! Agora está excelente! Por favor, diga-me quanto lhe devo?

Com alguma pena por não poder testar até onde iria a minha paciência, respondi-lhe:

- Não deve absolutamente nada!

Surpreso com a minha benevolência, insiste:

- O senhor teve um trabalhão e não me leva nada porquê!

Quase sem pensar, a minha veia diplomática iluminou-me e respondi:

- Porque há coisas que eu só faço ... por amor!


Ainda hoje o vejo regularmente mas julgo já não estar por mim apaixonado!



13 comentários:

Maria disse...

Kim
Tu é que pagaste o amor do gajo. É o preço de seres bonito. Até as bichinhas gostam.
Só te digo que me fartei de rir.
Essa dos sobrescritos, só lembraria a uma bicha apaixonada.
Beijo
Maria

Anónimo disse...

Não é ( apenas) a tua beleza física que cativa e faz com que toda a gente te ame.
É a luz do teu olhar e o sortilégio que de ti irradia...

Também eu estou aqui...
"Só por amor".

Beijiiiiinhos.

F.M.

PS.Sou eu, a tua miúda.

Je Vois la Vie en Vert disse...

Santa paciência !
Só tu com todo o amor que tens sempre para dar é que podia guardar a calma e gentileza !
Admiro-me que ele já não esteja apaixonado por ti depois disso...
mas eu sei que tu só despertas sentimentos de amor ou de amor-amizade e quem te conheces nunca mais quer deixar de ser o teu amigo.

Um grande beijo amigo

Verdinha

Teté disse...

Eheheh, comigo ao fim do terceiro ia recambiado pelo mesmo caminho! E não era por ser gay ou estar apaixonado, que isso até se desculpa e cada um sabe de si, mas ainda por cima coca-bichinhos?! :)))

Beijocas, Kim!

Osvaldo disse...

Kim;

Bom,... só posso dizer;
SANTA PACIÈNCIA.

Grande abraço... de amizade !...

Osvaldo

Parisiense disse...

O que o amor faz....na verdade este sentimento tão nobre por vezes deixa-nos bem entalados....ahahahah

Mas quem não gosta de ti???? Contigo é amor á primeira vista...e que a tua menina o diga...ahahah

Beijokitas mon ange.

rosa-branca disse...

Olá Kim, desculpa mas tenho que te dizer que me fartei de rir. É que eu pensava que só eu tinha paciência para certas coisas. Enganei-me meu amigo, pois eu não sei se teria a tua pachorra e a santa da paciência. Só mesmo de um santo. Gostei. Obrigado pela visita e leitura no meu canto. Beijos com carinho.

Anónimo disse...

:) :)

Beijinhos

Isabel

Laura disse...

Levaste-me ao dia dos namorados aqui em Braga, estava cá apenas há uns 3 anos, 38 anos, fui à livraria dos meus compadres aqui pertinho, lá estava uma enorme senhora lésbica, olhou-me, ouviu-me falar e sai-se com esta; ai que mulher linda, e de onde é ela, mas que pronuncia diferente, ó mulher... abraça-me e estende-me o ramo de rosas que tinha comprado, são para si, e um feliz dia, eu olho aparvalhada para o meu compadre o Jorge sem saber como reagir, ufa, minha nossa, agradeço mas recuso, pouso as rosas no balcão... Não faça isso, são para si, é a mulher que mais as merece pelo dia de hoje (podes crer que tinha pelo menos 58 kilos na altura...) lá levei as rosas vermelhas para casa, e ainda me queria oferecer o saco de fruta que levava, desandei enquanto era tempo, depois o Jorge lá me explicou que era um pouco transtornada e não valia a pena contrariá-la e ainda lhe perguntou onde é que eu morava, ah, minha nossa, pelo menos nem refilei nem a tratei mal, coitada da senhora.

Quanto ao teu post, é isso aí, o amor é a alavanca que comanda os nossos corações e pobres de espirito aqueles que não entendem quando usamos a palavra amor que se aplica a tanta coisa...
Gostei, foste um querido e tiveste cuidado em não ferir sentimentos.

beijinho da dolce que te admira cada vez mais.

laura

Magia da Inês disse...

Que história, hem?
Muito amor de uma parte e muita paciência da outra.
Boa quinta-feira!
Beijinhos.
Brasil

Je Vois la Vie en Vert disse...

Caro amigo,

No teu comentário no meu blog, escreveste uma frase e eu pensei é o único que fez um comentário sobre ela. Voltei à minha publicação e reparei que afinal a imagem que eu tinha colocado, provavelmente por falsa manobra, já não estava. Voltei a colocá-la.
Só posso agradecer-te porque esta imagem tinha muito importância para mim pela sua mensagem e porque contrastava com a dureza das imagens apresentadas no video.

Um beijinho para ti, amigo Kim.
Verdinha

armalu,blogspot.com disse...

rsrsrs que coisa Kim.Mulheres marrarem por o amor de um homem tenho visto, talvez eu seja uma delas. Cala-te é segredo rsrsrs Agora tu seres assim acediado é dose para leão. Tem uma bela semana, e que mais nenhuma bicha se lembre de ti. Beijo.

cá velloso disse...

Lindo... Me fez lembrar do que escrevi hoje sobre o livro `O Escafandro e a Borboleta`. Bauby, editor da Elle, sofre um derrame cerebral, afastando-o do mundo da moda, aproximando-se assim do interior e beleza inteligente. Como diz Vinicius "A beleza de saber ser mulher"...

http://anacarolinavelloso.blogspot.com

http://cavelloso.blogspot.com