1 de setembro de 2013

Tico ou Teco?


Quando se está mais perto da natureza e nos conseguimos alhear da louca correria da urbe, temos tempo para todas estes momentos. E como eu adoro saboreá-los!






Este simpático esquilo era o meu amigo de todas as tardes e manhãs e por isso eu presenteava-o com um punhado de amêndoas e nozes e ficava a vê-lo encher as bochechas e ir à toca descarregar o recheio. Depois voltava a repetir-se a cena num vaivém constante enquanto eu o fosse municiando.
Como são bonitas as coisas simples!

9 comentários:

elvira carvalho disse...

Uma gracinha.
A natureza brindanos com belos momentos. Mas andamos tão apressados no corre corre da sobrevivência que ficamos cegos para essas maravilhas.
Um abraço e bom Domingo.

Catarina disse...

Costumava aparecer um numa das minhas árvores. Há muito que não o vejo. No parque há-os às dezenas! : )

Teté disse...

Por aqui é raro ver esquilos. Mas são tão engraçados. Gostei imenso do teu pequeno filme e de ver o bicho a encher as bochechas com as nozes e as amêndoas, para as armazenar para o inverno... :)

Uma grande beijoca, amigo!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Sem dúvida, caro amigo. Infelizmente, muitas vezes passamos por cima delas sem lhes darmos o valor merecido.
Grande abraço

Pedro Coimbra disse...

Não os há por aqui :(
Boa semana!

Zé do cão disse...

Quim
Força homem, caça algum. Mete-o numa meia de Pai Natal e trá-lo.
ele mija na meia, que importa, é tão giro e solta-o numa arvore perto da tua casa.
Vais ter entretimento por muito tempo. de preferencia trás também uma fémea.

Abraço

SEVE disse...

Um bom e verdadeiro português diria:

que belo petisco!

Janita disse...

Sem dúvida, querido Amigo!

É nas coisas simples da vida que se encontra a verdadeira beleza.
Muitas vezes passamos por elas sem as ver nem valorizar, mas lá vem o dia em que paramos para reflectir, olhar à nossa volta, e desejamos ainda ter tempo para olhar com os olhos do coração, aquilo que nos passou ao lado.
Teremos, sim! Todo o tempo do mundo!

Beijinho querido Kim.

rosa-branca disse...

Olá Kim, a natureza é mesmo assim e nos presenteia com maravilhas como essa que nos mostraste. É pena que a destruam assim sem dó nem piedade. Beijos com carinho