19 de agosto de 2013

Adeus amigo!



Meu querido amigo - já tenho tantas saudades tuas!


No dia 15 de Abril de 2008, dia do seu aniversário, escrevi-lhe isto:

Meu querido amigo.

Mais um ano passou.
Mais sabedoria absorveste.Mais caminhos desbravaste.
Tens sabido lidar com todos, porque de ti, todos gostam.
O que eu gosto de ti, digo-to em cada gesto, a cada momento. Como amigo. Como homem.
E já lá vão trinta anos.
Que sorte a minha! Como fui eu ter amigos assim?

O meu amigo Joaquim Cachaço, tem algumas parecenças comigo.
Também é Quim. Tem uma paciência de santo. Dá-se bem com toda a gente. E … adora jogar à bola.
Aqui, temos uma pequena diferença – ele é bom jogador e eu não. Apesar de não me passar a bola, perdoo-lhe porque ele diz que um avançado está lá para marcar golos, não para passar bolas.
Jogou alguns anos no Estrela da Amadora e nessa altura eu chamava-lhe, Marlon Brandão, porque era parecido com um avançado do Sporting, com uma farta cabeleira, como a sua.
Fizemos grandes jogatanas e sofremos com algumas derrotas, mas isso já lá vai!
Profissionalmente, o Cachaço é docente, e todos os seus alunos, nele encontram um amigo.
É duma educação inusual.
É um amigo, a quem há muito agradeço ser meu amigo.
O Cachaço semeou um filho – O André - com quem troco dissertações sociais e humanas. A Filosofia, controla-lhe os dias.
Meu velho amigo, sportinguista ferrenho, precisava de te dizer, o quanto gosto de ti!

Viveu como grande homem, morreu o meu amigo!


Hoje estou de rastos. Nem sabia que se podia rastejar no paraíso.
Morreu um amigo de tantos anos, fiel como poucos, justo como menos ainda.

E foi isto o que eu lhe disse, porque no dia a dia eu o venerava.
Quis o destino que ele partisse, num dia em que eu não poderia estar junto dele, pois os milhares de quilómetros que nos separam, não mo permitem.

Vou sentir a falta das tuas constantes visitas e das nossas conversas, sobre tudo e sobre nada.
Tive a sorte de te dizer em vida tudo quanto agora repito!


Estás para mim, como Jojo estava para Brel

Descansa em paz meu amigo

14 comentários:

Catarina disse...

Lamento a perda do teu grande amigo.

elvira carvalho disse...

Sem palavras que possam mitigar a sua dor, deixo um abraço de solidariedade.

papoila disse...

Que grande tristeza.
Também perdi um grande amigo e ainda nem consigo pensar nisso...
xx

Teté disse...

Lamento a perda do teu amigo e que ele descanse em paz!

Um grande abraço, Kim!

Janita disse...

Querido Kim.

Lamento muito mais esta perda de um teu amigo. Imagino como te sentes e mando-te um abraço solidário.
Kim, desejo e espero que aquilo que disseste de não puderes ler, no blog da Teté, tenha sido um problema passageiro e já resolvido.

Beijinhos querido Kim!

PS. Não me cheguei a aperceber do post abaixo...tens razão...essa paisagem é um verdadeiro paraíso.

Não podias ter melhores anfitriões!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

São momentos terríveis, a perda de um amigo. Por vezes, mais dolorosos do que a de um familiar.
Aproveito para lhe desejar as melhoras e que não seja nada de grave, amigo Kim.
Um grande abraço

São disse...

Não há palavras que consigam consolar uma dor assim tão grande, por isso te deixo o meu abraço bem apertado e uma enorme solidariedade neste momento tão triste de perda.

Anamaria do Val disse...

Não há o que dizer, Kim, só posso te deixar um abraço carinhoso nesse momento sofrido, e meu carinho

Verdinha disse...

É difícil aprender que quem amamos se foi embora e que não poderemos vê-lo mais nessa terra.
Pensavas tu que estavas no paraíso mas o paraíso é muito mais do que este lugar onde te encontras neste momento e o teu amigo é que sabe, agora, como é, porque pelo que contas dele, ele deve ter ido direitinho para o bom lugar !
Nesta grande dor que sentes, estou solidária contigo e daqui te envio um grande abreijo de amizade.
Verdinha

SEVE disse...

Kim

Sinceramente não consigo dizer nada. É como cair no fundo dum poço muito grande donde não consigo sair...

Um abraço

São disse...

Acabei de saber que não estás bem de saúde, além deste desgosto tão grande.

Deixo-te, meu amigo, um abraço com carinho e desejos de rápidas e definitivas melhoras

papoila disse...

Também acabei de saber que estás menos bem, venho deixar um abraço e "avisar" que estamos todos à espera das tuas

papoila disse...

Desculpa, saltou o comentário!
Como ia dizendo, esperamos as tuas deliciosas histórias.
Trata-te bem e vem aqui ver se tens noticias nossas.
Calma e muita paciência que esta vida dá muito que fazer :)))
Xi-coração
xx

Green Knight disse...

O meu silêncio para um grande amigo!