3 de novembro de 2012

Ninguém é velho!

Notícia publicada no jornal desportivo RECORD em 31 de Outubro de 2012


Às vezes - tenho a mania de dizer que estou velho, mas é só às vezes, porque eu sou uma criança.
Também eu pensava jogar à bola, até andar de bengala. 
Quedei-me aos cinquenta e cinco anos.



4 comentários:

Maria disse...

Kim amigo,
Ser velho é um estado de alma. Há dias que nos sentimos crianças, outros, que nos sentimos velhos. Há muito que não me sinto criança.
Gostei de ver o senhor a jogar.
Ontem, ouvi uma gravação do Tony Bennet, feita agora com 86 anos. O tipo tem as cordas vocais, conservadas em álcool. Continua a cantar que é uma maravilha. Espero que o CD saia depressa, para comprar.
Velhos são os trapos, dizia a minha avó.
Abraço
Marie

elvira carvalho disse...

Como diz a Maria, ser velho é um estado de alma.
Ultimamente eu venho sentindo-me um matusalém.
Um abraço e bom fim de semana

Teté disse...

E por sua vez os netos já devem ser rapazinhos dos seus 40 ou 50 anos, não? Haja alegria e vontade de viver... :)

Beijocas, Kim!

São disse...

Olá!

Noventa anos??? Meu Deus...

Tens um Prémio Dardos no "SÃO", se aceitares

Um abraço