3 de junho de 2012

J. Rentes de Carvalho - Há muitos anos atrás!

Foi há muitos, muitos anos, quando o tempo não era contado e os dias eram manhãs. Estávamos em 1970.
Na minha aventura da estranja, adormeci um dia na Holanda, despido de tudo e à procura de nada.
J.Rentes de Carvalho, era naquela época, professor numa universidade de Amsterdão. Descobri-o e foi ele  que me levou a ficar naquele país. Indicou-me um hotel (Cok - muito bom e barato), levou-me lá, apresentou-me ao gerente e pagou-me um jantar de ervilhas com carne, explicando-me durante o repasto,  o que era a Holanda. Tinha eu 20 anos e ele talvez quarenta.
Nunca mais esquecerei a sua expressão de espanto e a frase que proferiu: 
- Os portugueses são fo.....! Então você aparece num país, sem dinheiro e sem emprego? E não conhece cá ninguém?
Lá lhe expliquei que a "descoberta" era a minha profissão do momento e por essa minudência nos quedámos, não sem antes me dar alguns conselhos e raspanetes. 
Depois disso nunca mais o vi e descobri-o no ano passado, na Feira do Livro de Lisboa. Este ano voltei a tentar encontrá-lo e não tive sucesso. Chegará o dia em que tal acontecerá, quiçá do outro lado da fronteira. 
Obrigado pela lição, professor! E pelo resto! Sus!


13 comentários:

Maria disse...

Kim amigo:
Grande aventura viveste! Até conheces o senhor professor Rentes de Carvalho, que eu só conheço do Blogue "Tempo Contado" de que ele é "Patrão da Barca". Gosto de lá ir.
A gratidão, é um sentimento lindo. Ao fim de tanto tempo, ainda recordas, as ervilhas com carne e conselhos e raspanetes.
É uma das qualidades, que admiro em ti.
Beijinho
Maria

Janita disse...

Belos tempos esses, Amigo Kim!
Aventuras e descobertas, comendo o pão que o diabo amassou, mas vivendo intensamente!
Então, deixaste ao acaso da sorte um futuro encontro com uma pessoa que teve uma tão grande influência na tua vida, Kim?
Devias ter-lhe pedido o e-mail, quando o reencontraste na Feira do Livro!
Aquilo que o nosso coração guarda, fica-nos para sempre na memória, daí nunca teres esquecido o Professor nem os seus conselhos.
Gosto muito quando te dispões a contar-nos as tuas interessantes memórias.

Beijinhos querido Kim.
Fica bem.

Pascoalita disse...

Era o tempo em que o amanhã não nos assustava e facilmente se partia à aventura! Eu nunca fui tao ousada ...

Imagino as bonitas e emocionantes recordações que deves reter desses tempos.

Continua, enquanto és jovem, porque o maroto do tempo não pára e não tarda, só nos restarão mesmo as lembranças.

Jinhos da Pascoalita

Je Vois La Vie en Vert disse...

Na tua ânsia de descobrir a vida, foste à aventura e conheceste meio mundo com todas as suas riquezas e gente de valor dai a ser a pessoa preciosa que és!
Bj
Verdinha

Kim disse...

Não vai ser dificil descobri-lo agora. Não sabia que o Professor tinha um Blogue.
Eu disse que o tinha encontrado na FEIRA DO LIVRO, mas não foi fisicamente. Lá apenas descobri o escritor J Rentes de Carvalho.
Obrigado Maria

Kim disse...

Não vai ser dificil descobri-lo agora. Não sabia que o Professor tinha um Blogue.
Eu disse que o tinha encontrado na FEIRA DO LIVRO, mas não foi fisicamente. Lá apenas descobri o escritor J Rentes de Carvalho.
Obrigado Maria

Teté disse...

E alguma vez a juventude segue o conselho dos "crescidos"? E depois precisa de uma "mãozinha" dessas... :)

Boas recordações, de pessoas e lugares, são sempre bem-vindas! :D

Beijocas, Kim!

SEVE disse...

Descobri Rentes de Carvalho através do seu excelente livro (que aconselho) "COM OS HOLANDESES", e também com "OS LINDOS BRAÇOS DA JÚLIA DA FARMÁCIA", um livro de contos que se lê igualmente com prazer. E o seu blogue TEMPO CONTADO é também excelente.

Parisiense disse...

È um homem que admiro pela sua franquesa.Já o ouvi em várias entrevista e em Câmara Clara na RTP2 e gosto da maneira como este homem fala simples e directa.

Acredito que deve ter sido um encontro espectacular.....mas hoje seria muito mais.

Beijinhos Kim e não pares nunca na aventura da vida.

Parisiense disse...

È um homem que admiro pela sua franquesa.Já o ouvi em várias entrevista e em Câmara Clara na RTP2 e gosto da maneira como este homem fala simples e directa.

Acredito que deve ter sido um encontro espectacular.....mas hoje seria muito mais.

Beijinhos Kim e não pares nunca na aventura da vida.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Devo confessar que nunca li nada de Rentes de Carvalho, amigo Kim, mas esta sua história faz-me lembrar uma viagem de aventura que contei por estes dias lá no cronicas onthe rocks
Abraço e bom fds prolongado

São disse...

Aos vinte anos, a descoberta é mesmo o objectivo!

Um bom domingo para ti, amigo

Anónimo disse...

J. Rentes de Carvalho
6 Jun (há 5 dias)

Caro Joaquim Ribeiro,
Recebi o mail e fui ler ao seu blogue. Agradecer não há de quê, mas é simpático que não tenha esquecido. Tenho uma vaga ideia do que se passou, mas está emaranhada com a recordação doutros jovens que, nas mesmas condições, de vez em quando me batiam à porta.
Como vou todos os anos à Feira, certamente nos encontraremos.
Cordialmente,
JRC

www.jrentesdecarvalho.com
http://tempocontado.blogspot.com