12 de julho de 2011

Perdidos na Tribo - Achados aonde?

Vi no Domingo passado, com alguma atenção, este programa da TVI.
É evidente que toda a gente tem direito a ser famoso, não importando o preço que tal epíteto tem nas massas cor de rosa.
Fiquei estarrecido com o que vi. E pergunto:
- Então aquela gente, a troco dalguns milhares de Euros, não aceitou o desafio para viver da mesma forma que a tribo que lhe estava destinada?
Sei bem que os desafios sempre motivaram o homem (e a mulher) mas daí até ao ponto de se negarem a fazer determinadas tarefas vai uma distância enorme.
Também é certo que às vezes falamos de coisas das quais não conhecemos a sua essência, pois pode ter havido alguma cedência por parte da TVI, de forma a que não fossem obrigados a fazerem o que os nativos lhes pediam, mas aceitar um desafio daqueles e depois prantarem-se em chorrilhos de "ai que nojo" e "não consigo", aí é que começa a minha indignação. Nestas coisas, ou se tem tomates para a aventura ou se fica em casa. Agora, ser famoso a qualquer preço é que não.
Também não entendi o facto de homens e mulheres que com relativa facilidade se despem frente às câmaras das telenovelas não tenham querido usar o traje da tribo apenas porque era contra os seus princípios. Aceito e entendo, já que há sempre alguém que não quer mostrar o rabiosque, mas então não tinha aceite o convite para o qual foi pago (e alguns principescamente).
Não conheço os termos do contrato mas se fosse eu o produtor do programa, lá teríamos mais um processo em tribunal por incumprimento do mesmo, pois seria condição "sine qua non", viver a 100%, como os indígenas.
Como os protagonistas também se queixam das coisas ocorridas, menos boas, talvez esteja aqui repartida a culpa que as audiências obrigam.

Mas a culpa de tudo isto é minha, que perdi tempo a olhar o que nada tinha para ver.
Às vezes - a gente engana-se!

15 comentários:

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Devemos passar longe, da maioria
desse tipo de programa...aqui na terrinha, tem um tal de BBB, do qual eu fuuuuuuuuujo....
Domingo, é o pior dos dias nas tvs..ao menos, aqui, desse lado...
Procure outra tribo, Kim.

Um abraço

Anónimo disse...

Às vezes é preciso ver para crer.
Outras vezes não vale a pena perder o nosso tempo para perceber quem nem sequer faz esforço para ser percebido.

É muito melhor saborear a companhia dos amigos.

Um beijinho

Anónimo disse...

Esqueci..

Isabel

Janita disse...

Ó Kim...
Então diz-me lá uma coisa. Tu acreditas que aquilo é mesmo a sério? Eu às vezes, também vejo um bocado principalmente quando entra o Castelo Branco a dar o show de mariquice. Mas custa-me a crer que eles vivam mesmo como os nativos. Que, diga-se de passagem, alguns são muito mais criativos e inteligentes do que o CB.

Ontem fartei-me de rir com uma coisa que o teu Bruno me disse.
Soltei uma daquelas minhas gargalhadas que se ouvem a 200 metros da minha casa...

Beijinhos, meu querido Kim.

Janita

Teté disse...

Nunca vi, mas não me custa acreditar no que relatas: querem dinheiro, querem fama, mas lá seguir os procedimentos da tribo é que não, armados em betinhos ou "ai que não me toques"!

Estes programas não são sérios, até porque se percebe que se está alguém a filmar (uma equipa, certamente!), há sempre uma saída para não terem de "passar as passinhas tribais"!

O perder tempo é relativo - perde-se uma vez, depois de percebermos que é tonteira, não se volta! :)))

Beijocas, Kim!

SEVE disse...

Bastava lá estar uma "coisa" (um tal Castelo Branco) para vomitar logo que abrisse o aparelho....aliás, se contasse só comigo, a TV só existia lá em casa para ver o SPORTING (e, de vez em quando, a VIDA SELVAGEM).

Magia da Inês disse...

♥ •˚。
Amigo,
Passei para te deixar um abraço.
Beijinhos, querido.
Brasil
♥ •˚。
°° 。♥。
●/ ♥•˚。˚
/▌
/ \ 。˚。♥

Laura disse...

Ahhh, da primeira vez que parei no canal que passava o Castelo Branco a maquilhar-se e o chefe nativo a dizer que deixasse aquilo e o acompanhasse e ele todo nervoso, já agora e acabou demorou...bom, só vi uma vez um bocado e nunca mais, xi, e ainda lhes pagaram para isso? que nojo digo eu.

beijitos.

laura

Maria disse...

Kim
Gabo-te a paciência. Ver aquela trampa é pior do que os "tratos" do Senhor Marquês de Pombal e, do seu amigo Pina Manique.
Beijo
Maria

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Kimamigo

Leio - e não acredito. Sempre pensei e defendi que eras um Homem de bem, a sério, galhardo e honesto.

Mas agora, depois desta confissão, fico preocupado, pois conseguiste aguentar essa merda até ao fim, creio. Enfim, coisas... rsrsrsrsrsrs Será que estás mudado? Invertido?, salvo seja, obviamente.

Tira-me desta ansiedade e diz-me que foi só um sonho mau, um pesadelo, um descuido... ainda que voluntário...

Abç

Anónimo disse...

Cumprir o Guião Kim. Há que cumprir o Guião. E as "negas" estão lá escritas ...
Abraço /jc.

Janita disse...

Querido Kim.
Acabei de ver agora um bocadinho, do fim dos "Perdidos na Tribo".
Fiquei tão comovida com as lágrimas daqueles indígenas da Etiópia, que vim a correr dizer-to.

Todos os seres humanos têm sentimentos, e no convívio entre os ditos habitantes da selva urbana e aqueles habitantes da verdadeira selva, criaram-se laços afectivos.

A sociedade actual é muito pródiga em epítetos para classificar aquilo que foge os padrões convencionais.
Assim se vão perdendo os verdadeiros valores humanos, tais como a tolerância e a bonomia...

Que pena...só olharmos as coisas sob um certo prisma, como o lado financeiro e a mediatização, em vez de as vermos mais com os olhos do coração.

Beijinhos meu querido amigo Kim.

Janita

NICE disse...

oie, visitando alguns blog encontreo seu, muito legal, parabéns!!!!!!!!com certeza pra podermos fazer de algumas coisas precisams conhecer mesmo, não falar sem ter certeza, isso acontece muito no dia a dia, se ouve falar de algumas coisa vindo de outros disse me disse, e não procuraos ir atras aconferir, o que o certo, seguindo vc aqui. sucesso!!!aguardo sua visitinha no meu blog, caso goste do que ver por lá e quizer me seguir será um prazer. otima tarde.bjs

Je Vois la Vie en Vert disse...

Caro Kim,

Neste momento, estou em frente ao meu computador e com a televisão ligada a dar o último episódio. Não vi grande coisa dos episódios mas por pura curiosidade e por saber um pouco daquilo que os outros falam, vi algumas gravações.
Revolta-me um pouco este dinheiro que devem ter pago e todo este luxo que vi depois de terem saído da tribo e mais as fitas todas que fizeram os participantes.
Só aceitaria uma situação desta se fosse a única possível para alimentar os meus filhos.
Acredito que tiveram que passar por experiências horrorosas mas não percebo como não ficaram doentes com a falta de higiene que se viu por aí e por beber as águas pouco límpidas se eu, num hotel 4 estrelas, no Brasil, bebendo água engarrafada, não comendo alimentos crus, voltei com uma giardiase !
O que acha mesmo real foi a emoção dos indígenas.
Enfim...ao quê se submetem as chamadas figuras públicas por aparecer na televisão e por dinheiro.
Beijinhos
Verdinha

Zé do Cão disse...

Coitados, ao que se sujeitam para ganhar uns "tustos"
Famosos? famosos de quê e porquê?
e não comento mais...

Para ti, um enorme abraço