22 de julho de 2011

Mãe - Sabes bem!



Sei que espreitas os meus passos, os meus defeitos, as minhas loucuras, mas sei também que continuas a olhar por mim. Sinto-o!

Sabes bem - que não esquecerei nunca o dia do teu aniversário, o dia da tua partida e todos os dias da nossa existência.
Sabes bem - que eu sei que fui sempre o teu menino, aquele a quem enrolavas os dourados caracóis com dedos de ternura, paixão tua dos tempos quedos.
Sabes bem - que parti um dia contigo no olhar e voltei com o olhar em ti. E tu retribuíste-me há uma década atrás com um “adeus filho – não volto mais”.
Sabes bem - que penso sempre nos campos de espinhos que pisaste por mim para agrilhoar o melhor do nosso tempo, manumitindo-me uma adolescência precoce.
Mãe - a ti deixo os meus longos beijos, os meus fortes abraços, as mais ternas carícias, as mais belas odes de amor.

Fica o júbilo de saber que tudo isto te dei em vida, não sendo estas palavras vãs, na esperança que um dia os poetas não me excluam do seu reino.
Oitenta e sete anos seriam uma linda idade! A mais bela, para quem já só queria saudar cada manhã.
Resta-me a fé, aquela que me dá a esperança de te reencontrar um dia, talvez numa galáxia distante onde o pó não volte ao pó.
Parabéns Ana! Parabéns mãe!

Sabes bem - que bem me sabes!

16 comentários:

Anónimo disse...

Meu amigo.
Nada tenho acrescentar perante a conversa com a tua mãe.

Sabes bem - que te ensinou a linguagem das atitudes.
Sabes bem - que aprendeste e também a ensinas
Sabes bem - tudo ou quase tudo...

Um beijinho

Isabel

Anamaria disse...

Lindo texto, Kim, linda homenagem à sua mãe.Comovente mesmo!

BRANCAMAR disse...

Quim,

Li-te com muita emoção.
Lindíssimo este texto, tão saído do fundo do coração, tão poético, tão perfeito!

Quase me apetecia sair em silêncio, porque este amor é incomentável, mas como amiga deixo-te o meu abraço e os parabéns pelo filho que és e pelo belo escritor que aqui li.

Parabéns a tua mãe que hoje faria uma bonita idade.

Beijos
Branca

Laura disse...

Kim, amado maninho, o meu pai faria em Janeiro 87 anos, até nisso temos os pais com a mesma idade... nasceu em 1924. e sim, foi tudo isso, um amor de Pai como a tua mãe foi um amor de Mãe...


Mãe
o tempo passou a voar
e parece que foi ontem
que partiste
mas sinto cá dentro
que te enganaste
quando disseste
que não ias mais voltar
porque te sinto
a cada manhã
no meu acordar
a dar-me os bons dias
e à noite
quando me deito
cansado da vida
lá estás tu
à minha espera
para nos teus braços
me enlaçar...

Um beijinho para ti e outro para a tua querida Mãe, a mãe que criou o filho que és e que todos sabemos tão bem, respeitar...
aquele nosso ternurento abraço e mais uma dúzia de beijinhos da dolce.

Laura disse...

O meu pai fez em Janeiro 87, é isso.

Janita disse...

Querido Kim.
Sei bem que onde quer que esteja a tua Mãe, nessa galáxia distante ou num recanto florido do Paraíso, continua a olhar por ti e está feliz pelo filho amado.
Linda e comovente homenagem do filho extremoso que foste e continuas a ser.

Abraço-te com carinho neste dia tão especial para ti.

( a minha Mãe também se chamava Ana)

Beijinhos meu querido Amigo.

Janita

armalu,blogspot.com disse...

A conversa com tua mãe me deixou , a emocionada a pensar na minha que também partiu faz tempo.
Sabes Kim é bom ter amigos como tu. Obrigado por existires e nos dares estas lições de amor , no mais puro sentido da palavra. Bj

sendyourlove disse...

As saudades dos que amamos e já não podemos abraçar são doridas, mas permitem-nos viver um amor mais puro...
Devíamos viver amor assim com os que ainda temos ao pé de nós, beijá-los e abraçá-los como se fosse a derradeira vez...
Um beijo de quem sabe a dor da "orfandade"...
Parabéns à tua mãe...

Maria disse...

Kim, amigo
Este dia liga-nos. O aniversário da tua Mãe querida, o aniversário da minha Avó amada. Dois amores eternos e perfeitos.
Ficámos com a doce recordação delas, a lembrança dos olhos, do sorriso, dos afagos, da ternura das mãos no nosso cabelo.
Somos uns sentimentalões, é que é e, ainda bem.
Mas é dia de festa, Kim! O dia em que nasceram duas mulheres que nos marcaram a vida e continuam a marcar.
Parabéns à tua Mãe e à minha Avó.
Parabéns a nós, meu amigo, por as termos tido.
Beijinhos
Maria

Prof Ms João Paulo de Oliveira disse...

Caro confrade Kim!
Fiquei encantado em conhecer seu palpitante espaço cibernético, que denota ser movido por um ser vivente especial, erudito, de bem com a vida, que contribui sobremaneira para tornar nosso maltratado e fascinante mundo harmonioso! Parabéns!!!
Também fiquei enternecido e lágrimas deslizaram pela minha face sem viço ao ler a homenagem que prestou a sua saudosa mãe...
Minha adorada e saudosa mãe deixou de existir no fatídico dia 24 de outubro de 2008, aos 85 anos... Como é dolorido saber que, nunca, jamais, em tempo algum, a verei ou a ouvirei dizer:
- Oi João você está bom?
- Cuidado na rua com a ladroagem.
Mãe!!!! Que saudades do seu imenso amor!!!!
Perdoe-me por me estender e trazer à baila sentimentos tão caros, mas somente pessoas, como você, compreendem a dor da saudades...
Caloroso abraço! Saudações memorialistas e amistosas!
Até breve...
João Paulo de Oliveira
Diadema-SP

SEVE disse...

Só a morte nos faz esquecer o rosto da nossa Mãe.

LUAS de mim... disse...

(... em silêncio deixo-te um beijinho...)*

Je Vois la Vie en Vert disse...

Caro amigo,

As belas palavras que escreveste à tua mãe deixaram-me comovida.
Dos 3 filhos que a tua mãe criou, conheço dois : um grande rapaz cheio de qualidades e uma filha dedicada à sua linda e difícil profissão(ainda lhe acenei hoje !) e cada um só diz bem do outro.
A tua querida mãe merece, de certeza, esta homenagem porque conseguiu incumbir bons valores, educação e amor aos filhos que por sua vez transmitem aos filhos e aos outros.
Ela vê-te onde está e deve estar muito orgulhosa dos filhos.

Lembrei-me da minha mãe que partiu há 4 meses, ia fazer 91 anos, e com quem continuo a falar sempre porque sei que ela me ouve, me vê, me protege e que vou a encontrar um dia de novo, tal como tu encontrarás a tua.

O meus parabéns à tua mãe, para ti por seres como és e por este magnífico texto !

Muitos beijinhos amigos para ambos da

Verdinha

Evanir disse...

A esperança e a alegria de viver esta
nos atos de amor que praticamos.
Quero viajar todos os dias semeando
a paz no coração dos amigos (as)ser
apreciada por minha presença.
Quero jogar flores por onde
eu passar.
E em silêncio deixar a palavra
mais bonita.
(Creia em Deus porque viver é fantástico.)
Um beijo na alma e no coração com carinho,,Evanir,

Céci disse...

Bom dia,

Como eu entendi tão bem o teu texto!:(

Céci

Anónimo disse...

Excelente!!!

Abraço
Pantas