31 de agosto de 2012

Rever os Zés


Estava eu a pensar com quem iria almoçar hoje, já que não gosto de o fazer sozinho e eis que o Zé Romano aceita o meu convite.
Enquanto o esperava passei um fugaz olhar pela net e fico a saber que o fantástico Zé do Cão se despediu hoje dos blogues.
Posto isto, o almoço que deveria ser a dois, tinha todas as condições para passar a três e após um apitadela para o Zezito ei-lo a dizer PRESENTE.
Assim sendo, nada como uma sardinhada para rever velhos amigos


Zé do Cão e Zé Romano, acompanhado pelo seu inseparável neto Gonçalo 


Até breve amigos


E só sobrou isto, já para não falar no vinho cujo nome (vinha dos velhos) condiz com os convivas.

14 comentários:

São disse...

Um bom e saudável convívio, sem dúvida!

Um abraço aos quatro, pois o Gonçalo também fez parte do grupo, rrrss

elvira carvalho disse...

O quê? O Zé despediu-se dos blogues?
Que pena. Até perdi a vontade de olhar para as sardinhas.
Um abraço e bom fim de semana

Maria disse...

Boa sardinhada, amigo. Bem regada e com boa companhia.
O nosso Zé do cão já desistiu de desistir?
Andamos todos nas lonas.
Espero que tenham passado um bom dia.
Beijinhos
Maria

Juba disse...

O Zé despediu-se das escritas com doses de humor.
A nossa vida não está para brincadeiras e o meu humor foi-se.
As desgraças que nos perseguem a todas as horas deitaram-me abaixo.
Ao Convite feito às 10,30 de hoje para ir almoçar ao Palácio do Kim, situada num local lindíssimo, não podia ser recusado. Adorei, pelas sardinhas, pelo fumo nas ventas, pela salada divinal, pelo vinho de Adega velha para velhos, dos doces de ovos e das alcagoitas, mas sobretudo a companhia do Romano e do anfitrião mais a gata "vadia" deixou-me desvanecido. Não há coisa mais bela na vida do que ter AMIGOS.

Juba disse...

houve ainda uma coisa que não me passou despercebida. A toalha.

De certeza que não foi comprada pelo Kim.
Ali teve que haver uma mão feminina.
Escrita à moda antiga, com frases pequenas mas todas a raiar a luz do amor.
Sabes tu Kim, que é um lenço, feito em quadro com os mesmo dizeres que marca no meu quarto a cabeceira da cama da minha casa dos
Algarves. E a loiça amorosa do mesmo cariz, está na minha casa da Galiza.
Abraço

Juba disse...

houve ainda uma coisa que não me passou despercebida. A toalha.

De certeza que não foi comprada pelo Kim.
Ali teve que haver uma mão feminina.
Escrita à moda antiga, com frases pequenas mas todas a raiar a luz do amor.
Sabes tu Kim, que é um lenço, feito em quadro com os mesmo dizeres que marca no meu quarto a cabeceira da cama da minha casa dos
Algarves. E a loiça amorosa do mesmo cariz, está na minha casa da Galiza.
Abraço

rosa-branca disse...

Olá Quim, ainda este ano não comi sardinhas boas, talvez por isso quase lambi o ecrã do computador. Conheço o Zé à relativamente pouco tempo, já vi a despedida dele toda airosa e fiquei tão triste, que ainda não tive coragem para o comentar. Adoro as histórias dele e se calhar se todos juntos fizermos uma forcinha, talvez ele reconsidere. Gostei de ver, que estavas tão bem acompanhado. Bem hajam os amigos e a verdadeira amizade. Beijos com carinho

Magia da Inês disse...

♡✿彡╮

Se eu tivesse sido convidada não ia sobrar nada!...
Hummmmm... sardinhas!!!!
Bom fim de semana!
Beijinhos.
Brasil.
•°♫¸.♪♫°

Je Vois La Vie en Vert disse...

Conheço todo o ambirnte e decoração, simpatia e iguarias deste sítio mas não fui convidada desta vez porque não me chamo Zé ;). E também não tenho idade para beber este vinho... Mas o meu 3o sentido me fez telefonar ao Kim ontem e posso afirmar que no fundo do tel havia um som de boa animação!
Zé, serei a única a entender-te?
Deixo aqui abraço verdinho aos Zés e um encarnadimho ao Kim.
Verdinha

Anamaria do Val disse...

ahahah que delicia de encontro, Kim! Vou conhecer Portugal no final de setembro, vou ao Porto e vou me lembrar de pedir uma sardinhada! Bom domingo para você

Green Knight disse...

Foi um bom bocado de vida.
Com estes amigos o tempo voa e o prazer está presente.
Um grande abraço a todas as amigas e amigos que sempre estão presentes
Jrom

SEVE disse...

Os Zés (e os Jaquins) continuam em forma.

Um abraço para eles

São disse...

Não queres passar pelo CRÓNICAS ON THE ROCKS de CARLOS BARBOSA OLIVEIRA e tentar adivinhar a praça que fotografei? tu que és tão viajado....

Bom serão, amigo meu

Pascoalita disse...

Engraçado, sobrou exactamente a "minha dose", 4 sardaniscas!

Contavas comigo, Kim? Eh pá! O convite deve ter-se extraviado eheheh

Imagino como deve ter sido emocionante...

"Numa casa portuguesa fica bem,
pão e vinho sobre a mesa.
e se à porta humildemente bate alguém,
senta-se à mesa com a gente

É uma casa portuguesa
com certeza ..."

Afinal basta tão pouco para sermos felizes ... para quê omplicarmos?

Um abraço da Pascoalita